Olá casamenteiras, tudo bem?

Eu não sei vocês, mas como uma boa curiosa eu AMO ler. É uma das coisas que eu mais sinto falta desde que as crianças nasceram. Antes deles eu lia pelo menos uns 15 livros por ano, de todos os tipos, biografias, romances, policiais, ficção científica. Simplesmente me perco dentro da história imaginando tudo, para mim é mágico mesmo. Depois que eles chegaram eu reduzi o ritmo em quase zero e os assuntos também estão quase que 100% relacionados a assuntos infantis.

Mas a excelente notícia é que agora com quase um ano e nove meses eles estão começando a se interessar por histórias, e isso me anima em um grau que vocês não imaginam! Poder ler para eles e principalmente, passar para eles o gosto pela leitura está sendo quase tão prazeroso quanto ter tempo para ler os meus livros “de adulto”.

A leitura é um hábito maravilhoso para todas as idades. Com ela aguçamos a curiosidade e a criatividade. É interessante quando lemos um livro que vira filme, eu sempre fico curiosa para ver se o ator ou a atriz vai se parecer com o que eu tinha imaginado na minha cabeça, ou se as paisagens e o clima geral vão lembrar em alguma coisa aquele meu livro companheiro.

Para as crianças, o hábito pode auxiliar em diversas frentes. Podemos por exemplo abordar um tema referente a educação, mostrar um ponto importante através de uma história. A Nina por exemplo, desde que aprendeu a falar a palavra “dodói” ela inventa uns dodóis só para ganhar uma atenção a mais ou um beijinho. Comecei a contar bem rápido para ela a história do Pedrinho e do Lobo. Sempre que ela “mente” sobre um dodói eu conto essa história, explicando sempre, para que ela faça a conexão com a mentirinha dela.

Podemos também abordar os medos, suavizar estes medos com personagens, enfim, é literalmente um mundo infinito, que se soubermos usar e incentivar pode se tornar uma ferramenta extremamente útil.

 

Fonte: Dollar Photo Club

Fonte: Dollar Photo Club

 

Andei pesquisando pela rede algumas dicas para o momento da leitura e vou compartilhar aqui com vocês.

– Leia a história antes de contar. Assim você já identifica os momentos mais tensos, alegres e pode adequar o seu jeito de contar para ficar mais interessante.

– Se for inventar uma história, tente pensar um pouco no enredo antes de começar. As crianças percebem quando ficamos confusos e ficam muito felizes quando percebem que você separou um tempo do seu dia para pensar e dedicar a ele.

– Leia histórias adequadas para cada idade. Quanto menor a criança, mais rápida e objetiva a história tem que ser.

– Crianças pequenas também gostam muito de se identificar com a história. Talvez seja bacana descrever a personagem com características da criança, cabelos, cor da pele. Se vocês tiverem um gatinho por exemplo, que a princesa ou o príncipe da história também tenha um bichano.

– Não existe idade certa para começar a ler! Claro que existe a idade em que eles começam a prestar 1 minuto de atenção. Aqui em casa está começando agora com 1 ano e 9 meses.

– Criar um clima também é bem legal. Começa a fazer parte do ritual do sono por exemplo. Todos na cama, com a luz baixa ou uma vela por exemplo.

– Termine sempre a história. Nada de terminar no dia seguinte, isso deixa os pequenos muito ansiosos.

– Entregue-se a magia dos livros! Faça vozes, sons, caretas, use acessórios. Quanto mais você se jogar, mais seu filhote vai se envolver e amar!

Mais uma coisa importante, crianças aprendem muito mais através do exemplo. Leia você também! Que o seu filho te veja lendo e curtindo o momento. Ele vai querer te imitar sempre, que seja com um hábito tão legal quanto esse.

Se quiserem dicas de livros, autores, sigam a @mamae_leitora no Instagram. Adoro seguir o insta dela, me inspira sempre!

Espero ter ajudado vocês a correrem para a livraria!

Beijos Kaká

34 amaram

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...