dinheiro


Gravata do noivo: cortar ou não cortar?

Ninguém sabe ao certo como a tradição foi criada, mas a única coisa da qual temos certeza é de que ela surgiu aqui mesmo no Brasil com o objetivo de ajudar na lua de mel dos noivos.

A brincadeira consiste em passar a gravata usada pelo noivo entre as mesas com uma tesoura e pedir uma contribuição. Conforme as pessoas doam o dinheiro, um pedaço da gravata é dado como símbolo de premiação e sorte.

O grande problema é que a brincadeira também pode ser vista de forma deselegante pelos convidados. Muitas vezes as pessoas acabam por não andar com dinheiro, somente cartão, e algumas mulheres optam por levar somente o essencial dentro da clutch, impedindo-as de contribuir e proporcionando um certo desconforto.

Outro empecilho são as pessoas que realmente não têm dinheiro para contribuir e também não querem dar pouco para não serem mal vistas. Lembre-se: os convidados também participaram de chá-bar, chá de lingerie, lista de casamento, compraram roupa, arrumaram os cabelos, fizeram maquiagem e, muitas vezes, ainda serão convidadas para o open house.

Existem também noivos que não querem que a gravata seja cortada e mandam fazer miniaturas para serem entregues quando o convidado contribuir.

lembrancinha-de-casamento-gravatas

Veja também: Buquê: história, tradição e inspiração e Casamento diurno, por que fazer?

Mas para as famílias que acreditam que não passa de uma grande festa, a tradição é bem-vinda, desde que não incomode quem não quer participar e nem coloque os convidados em uma situação de “saia justa”.

Confira algumas inspirações de gravata para o grande dia:

gravata do noivo

gravata do noivo

gravata do noivo

gravata do noivo

1 (1)huh

como-usar-gravata-borboleta

16 amaram

Leia mais...
Casare - Seu Site de Casamento mais Elegante!

Lista de casamento pelo aplicativo Lejour

Planejar um casamento não é uma tarefa nada simples e contar com a ajuda de uma assessora é essencial, ainda mais se ela estiver na palma da sua mão! Com o aplicativo Lejour é possível planejar o casamento, enviar fotos instantaneamente durante a cerimônia e montar listas de presentes incríveis!

O app conta com três tipos de lista: em cotas, em lojas e mista. No primeiro, os convidados podem presentear os noivos com presentes virtuais representados por imagens de viagens, lugares, jantares, entre outras experiências que são o sonho de todo recém-casado. Todas as compras são fictícias, pois o casal recebe o presente em dinheiro para ser resgatado.

App-LeJour_1

Já a lista em loja é do tipo convencional: o casal escolhe os produtos que desejam ganhar para começar a vida a dois em lojas parceiras. Misturar as duas listas também é possível: a plataforma permite que você receba os dois tipos de presentes.

O Lejour também gera uma lista personalizada com a quantidade de cotas e valores dependendo de quanto o casal pretende arrecadar, lembrando que essas informações são editáveis e podem ser alteradas a qualquer momento. E o melhor: você consegue acompanhar o status da lista de presentes pelo smartphone onde quer que esteja.

Veja também: Aplicativos para ajudar a planejar o casamento e 5 motivos para conhecer feiras de noivas

Confira abaixo o passo a passo para criar a lista de presentes:

  1. a) acesse sua timeline pelo smartphone ou www.lejour.com.br
    b) clique em presentes
    c) criar lista de presentes

Pronto! Agora é só escolher o tipo de lista.

17 amaram

Leia mais...

RECÉM-CASADOS: COMO ORGANIZAR SUAS FINANÇAS

Dizem que só valorizamos o dinheiro quando temos que pagar nossas próprias contas. Puxa… é a mais pura verdade! Ao casar, acabamos assumindo alguns compromissos financeiros. Água, luz, aluguel, condomínio, gasolina, comida, internet, IPVA… Enfim, se não tivermos o mínimo de organização acabamos nos perdemos no meio de tantos papéis e responsabilidades. E acredite isso é bastante comum. A maioria das pessoas consideram uma chatice isso tudo, mas gostaria de dividir com vocês algumas formas para organizar suas contas.

Quem nos acompanha, sabe que já demos dicas no Vlog do Casal de como organizar o orçamento para o seu casamento e também de como decidir onde morar. Nos vídeos, mencionamos que a primeira coisa a se fazer é somar a renda dos dois para ver até onde podem ir com os gastos. E essa dica continua mesmo depois de casados. Mas, atenção! Somar a renda não significa que vocês devem obrigatoriamente fazer uma conta conjunta – embora alguns casais prefiram assim – mas que devem considerar antes de qualquer cálculo o total da receita mensal que possuem.

Parece clichê dizer isso, mas é que muitos casais tem sua vida financeira independente do seu cônjuge. Particularmente, não aconselhamos fazer isso, pois no casamento é preciso saber dividir tudo. Não existe a regra “eu ganho mais, logo posso gastar mais”. O seu salário é para o sustento da sua família, não há lógica nenhuma em ser egoísta e querer se beneficiar da sua condição financeira melhor.

Como podemos dividir os gastos?

Como já disse, abrir uma conta conjunta nem sempre é a opção viável, até porque muitas empresas realizam pagamento em contas correntes individuais. Sei de histórias de pessoas que optam pela conta individual para que o outro não saiba o saldo. Bem, nem preciso dizer que isso é um absurdo né?

A melhor forma ainda é organizar e programar os pagamentos, atribuir quem será o responsável por isso, de qual conta saíra o dinheiro e não corre o risco de perder prazos.

É possível guardar dinheiro?

Se vocês pretendem poupar, não conte com as possíveis sobras. Um outro erro é achar que você vai conseguir guardar dinheiro se deixar num cofrinho. Saiba que, se de fato, desejam reservar uma quantia, deve ser a primeira coisa a se fazer quando recebe seu salário. Aprendi que todo mundo pensa que precisa de coisas só porque tem um dinheirinho guardado (ou eu sou a única louca?). Não conte com o dinheiro poupado, finja que ele não existe!

Mãos na massa

Como organizar de forma prática? Tenha uma pasta com divisórias, ou várias pastas, onde você pode organizar todos os seus documentos, como por exemplo: contas pagas e contas a serem pagas. Crie classificações para organizar as pastas de acordo com sua preferência, por exemplo: pasta de exames médicos, pasta de notas fiscais de produtos, pasta de contas pagas, etc. Separe contas de documentos, contratos e outras papeladas, tenha cada papel guardado de acordo com sua classificação em seu devido lugar, assim fica muito mais fácil encontrá-los quando você precisa.

Brigar por causa de dinheiro?

Acredito que o motivo de muitas brigas entre os casais é dinheiro. Primeiro porque não priorizam as mesmas coisas na hora de gastar. Segundo, pela falta dele. Os dois podem ter solução.

Precisamos entender que o que é prioridade para você não é para o outro e deve-se respeitar, não vale a pena brigar por causa disso, tudo se resolve com conversa e compreensão. Por exemplo, o Mu ama eletrônicos e tecnologia, e eu não tanto, que mal faz o menino comprar um tablet se ele quiser muito? E se eu não estiver de acordo vou falar minha opinião e ele irá respeitar ou iremos conversar até chegarmos a um concesso.

Dentro dos nossos limites financeiros, tentamos respeitar as vontades do outro. Afinal, nenhum homem prioriza a compra de maquiagens, sapatos e roupas, e o que seria de nós sem o respeito mútuo? Lembrando sempre que antes de toda compra deve haver um planejamento e a certeza de que realmente podem gastar aquele dinheiro.

E quando o dinheiro acabar?

Quando o problema é a falta de dinheiro a história fica mais complicada, ninguém gosta de colocar a cabeça no travesseiro, saber que a conta vence amanhã e que não tem dinheiro para pagar. Se as coisas já estão tensas, e vocês brigarem, pode acreditar, vai piorar muito a situação. Ao invés de gastar as forças brigando, a melhor alternativa é sentar e levantar soluções que podem diminuir as despesas e fazerem vocês economizarem. Abrir mão da academia, da Tv a cabo, fazer um job provisório, usar menos o carro, certo?

Dicas de aplicativos que auxiliam

Eu como sou a “senhora-aplicativo”, além de usar outros aplicativos para facilitar várias atividades do meu dia a dia, também uso um para organizar as finanças. Eu já tentei organizar uma planilha bem bonitinha com todos os nossos gastos, inclusive existem várias para baixar na internet gratuitamente com todas as fórmulas no Excel prontas, mas quando tenho que preenchê-las, dá até vontade de chorar.

Foi difícil achar um aplicativo que eu confiasse, mas este eu recomendo: Chama-se Minhas Economias, uma amiga bem organizada que me indicou, e deu certo para a gente.

Nada contra as planilhas, mas para mim é muito mais fácil o acesso direto no meu celular que fica comigo 24 horas, já que fico menos tempo no computador. Com este  aplicativo você pode colocar as receitas, as despesas, classificar as despesas e receitas, os dias de vencimentos, se é parcelado ou não, se já foi efetuado a pagamento, enfim, TUDO! Além disso, ele até gera gráficos para que você saiba onde são seus principais gastos. Super indico!

Resumindo… Tenham objetivos juntos!

É importante dividir objetivos em comum com quem você ama, planejar, sonhar e ter foco, nos fazem sentir mais animados para organizar as finanças e guardar dinheiro. Você está convidado a começar a construir objetivos em comum com a tampa da sua panela. Assim poderá constatar que sonhar juntos é muito saudável e faz a gente planejar, almejar e experimentar coisas novas.

Aqui em casa nos não tratamos das finanças como um problema, mas sim como uma solução! E vocês? Como andam com as finanças?

18 amaram

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Leia mais...
Facebook Twitter Instagram Pinterest RSS Facebook Twitter Instagram Pinterest RSS