Buquês de suculentas: tendência inusitada e charmosa que encanta

As suculentas são, sem dúvida, a planta da vez. Elas começaram ganhando espaço na decoração das casas e agora roubam a cena na décor de eventos, dando um charme todo especial.

A nova tendência é usá-las no buquê de noiva. Isso mesmo! No lugar de flores, essas plantinhas em diferentes tons de verde e formatos variados podem compor um belo arranjo para deixar a entrada da noiva ainda mais especial.

As suculentas fazem sucesso especialmente em casamentos em espaços abertos, com estilo mais contemporâneo, em uma pegada rústica ou boho chic.

As opções para aproveitar essa tendência são diversas. Algumas noivas usam as plantinhas como protagonistas e outras preferem encaixá-las como um detalhe – que faz toda a diferença no resultado final!

Veja também: Suculentas no Casamento, Bouquet da Noiva

Se essas ideias ganharam o seu coração, vale lembrar que é preciso ter cuidado especial com as suculentas, pois suas folhas são sensíveis e elas devem ser manuseadas com delicadeza.

Gostou da ideia ou tem outras dicas de como usar as suculentas no casamento? Compartilhe nos comentários!

Leia mais...

O que é mapa mental e como ele pode ajudar no planejamento do casamento

O mapa mental é uma técnica que pode ajudar os noivos na tarefa nada fácil de organizar um casamento.


Neste método, cria-se um diagrama para sistematizar informações e etapas de um processo. É usado em diversas áreas e bastante popular no mundo corporativo, mas adequa-se perfeitamente ao planejamento do grande dia, que, como todos sabem, tem mil e uma etapas envolvidas.


Mapa mental no planejamento do Casamento

O diagrama de um mapa mental inicia-se com um assunto central, neste caso seria: planejamento do casamento. Deste foco, irão derivar-se linhas com palavras-chave que se conectam ao assunto central.

Do círculo central podem surgir linhas que indicam etapas do planejamento do casamento separadas por prioridades, prazos para execução. Ou seja, o que deve ser feito dentro de 6-12 meses, depois dentro de 6 meses, 2-4 meses, 2 meses, 1 mês… e assim até a véspera.

Assim, na linha de 6 a 12 meses saem ramificações com os ‘to-dos’ desta etapa, que podem incluir: comunicar a família, lista preliminar de convidados, alianças, enxoval, poupança conjunta, tipo de recepção, local e hora, entre outros. O mesmo é feito dentro de cada outra linha que indica um recorte temporal.

Para a visualização se tornar ainda mais organizada e intuitiva, use cores diferentes ou ainda símbolos ou ícones para identificar as etapas. 

Você pode usar a sua própria lógica de organização. O importante é manter o mapa mental claro, usando hierarquia radial, ordem numérica ou contornos para agrupar ramos. Desta forma, você consegue visualizar melhor tudo o que envolve o planejamento do grande dia, ter uma noção de prioridades, não se perder e, o melhor, não se desesperar!

Leia mais...
FacebookTwitterInstagramPinterestRSSFacebookTwitterInstagramPinterestRSS