O post de hoje é dedicado a todas as noivinhas corajosas que se aventuram no desafio de preparar todo o casamento sozinhas. E se engana quem pensa que é uma tarefa fácil. São tantos pequenos detalhes que a gente até se perde, não é, meninas?

Vasculhando a casa no final de semana, encontramos um guia da Revista Veja (edição 2274 – ano 45 – nº25 – 20 de junho de 2012) que dá dicas para a preparação do grande dia, desde o local da cerimônia até o bolo, passando pelo vestido, decoração e bufê, tudo organizadinho e com os prazos. Uma relíquia casamenteira 😉

Então é óbvio que a gente pegou para reproduzir aqui. Afinal, toda a ajuda é válida, e um pouco mais de ordem nesse momento de stress sempre é bem-vinda, né?! Mas vale lembrar que os prazos são sugeridos pelos profissionais entrevistados por eles, e podem não se encaixar na realidade da sua cidade! Melhor pesquisar também com um cerimonialista da região!

Para o local da festa, estime pelo menos um ano antes do dia. Muitos casais optam por realizar inclusive a cerimônia no salão, já que a fila de espera nas igrejas é de até três anos e assim pode-se economizar também na decoração. Mas atenção: é importantíssimo ter uma estimativa realista do número de convidados na hora de escolher o lugar ideal.

Quanto ao bufê, o ideal é trabalhar com no mínimo oito meses de antecedência, já que é um item caro e que necessita muitas provas para que saia exatamente como o planejado e claro, sem faltar comida pra ninguém. Quanto mais extenso o cardápio, mais fácil satisfazer os amigos, mas também facilita o estresse com os fornecedores. Tente balançar bem e não exagere nos pratos exóticos.

Para a decoração, é importante ter pelo menos seis meses de antecedência. Pesquisar referências incansavelmente é sempre importante. Uma estas ideias com seus gostos e faça uma mescla com muito bom senso. E claro, seja criativa, coloque seus toques especiais. Quem sabe um casamento temático?

E o vestido? Já escolheu? Este é um item importantíssimo e precisa ser visto pelo menos seis meses antes da data do casamento. E aí começa aquela questão: cuidado com as variações na balança! Afinal de contas, o vestido não pode ser ajustado e aumentado o tempo todo. E preste atenção no conforto, além do visual. É importante conseguir curtir bem a sua própria festa, não é mesmo?

Cinco meses anteriores para a definição dos convites. Para que a arte fique de acordo com o gosto dos noivos e consigam sem entregues pelo menos dois meses antes da festa.

Quanto à fotografia, além de olhar portfolios exaustivamente, e fazer muitas reuniões com as equipes, siga a indicação de amigos e pessoas de confiança. E busque um profissional pelo menos cinco meses antes. Eles costumam ter a agenda cheia.

DJ deve ser buscado com cinco meses de antecedência, principalmente se a ideia for alguém concorrido. E claro, passar os gostos musicais ou até uma play list para o cara é importante.

E o bolo também merece relevância. Tem que ser bom e bonito. Já que, em geral, o bolo é o momento final da festa, é ele quem vai ficar na lembrança dos convidados. Cuidado com o sabor e a textura.

Gostaram das dicas?!

E as casadas, vocês teriam mais sugestões para acrescentar?

Assim a gente vai montando um Guia Casamenteiras colaborativo 🙂

Fotos: Pinterest (Reprodução)