Olá, Casamenteiras!

Tudo bem? A cada ano chegam novidades no mundo do casamento e um detalhe cada vez mais comum é a marcação de lugares na recepção. Esse costume já é normal em diversos países, mas foi nos últimos anos que ele começou a cair no gosto dos noivos brasileiros. Enquanto muitos ainda estranham essa prática, outros garantem que ela vale muito a pena!

As vantagens de marcar os lugares são várias: sabe aquele casal de amigos que não conhece ninguém no casamento? Marcando lugares você pode reunir essas pessoas com outros convidados na mesma situação, ou então colocá-los para sentar junto com um grupo com quem eles possam ter afinidades. Recentemente, uma noivinha aqui do Casamenteiras passou por uma situação assim: entre os convidados, ela tinha um casal de amigos americanos que não conhecia ninguém na festa além dos noivos. A solução foi marcar os lugares: ela colocou o casal em uma mesa só com pessoas que sabiam falar inglês e que teriam assuntos em comum. Resultado? O casal estrangeiro se integrou rapidinho ao grupo e a noite de todos foi super divertida!

finch-photofinch-photo2

Outra vantagem é permitir que grupos maiores sentem todos em mesas próximas. Exemplo: as famílias do noivo e da noiva ficarão todas numa área do salão, amigos do noivo em outra e assim por diante. Muitas vezes isso não é possível sem a marcação de lugares e grupos grandes acabam ficando afastados no salão.

A marcação de lugares também é uma ótima opção para tornar a recepção mais agradável para os convidados: por exemplo, colocar as pessoas mais idosas um pouco mais afastadas da pista de dança, deixar convidados que tenham crianças próximos à área de recreação, deixar o pessoal mais animado perto do bar e assim por diante.

Como tudo que envolve organização de casamento, é importante tomar alguns cuidados: se optar pela setorização de mesas e lugares, é importante colocar pelo menos duas pessoas (esse número varia, de acordo com o número de convidados) para recepcionar e orientar os convidados. Falta de planejamento nesse momento pode criar “filas” da entrada da recepção. Se não existe a possibilidade de ter essas assistentes, coloque logo na entrada um quadro com a divisão de lugares – algo simples e bonito, que os convidados consigam entender que os lugares são marcados e encontrem rapidamente em qual mesa devem sentar.

vicki-grafton-photographyvicki-grafton-photography2

Importantíssimo também é, além de ter lugares, mesas e cadeiras suficientes para todos, deixar mesas extras livres, para casos de convidados que não tenham confirmado presença ou imprevistos que surjam no momento. Outro ponto para definir é se os lugares exatos serão marcados ou apenas as mesas – marcar o lugar específico na mesa para cada convidado dá mais trabalho e pode limitar um pouco a liberdade.

morningwild-photography

Mas e como marcar as mesas? Para quem quer algo mais simples, os noivos podem simplesmente numerar as mesas. Outros decidem por algo mais elaborado e criativo: nomes de lugares que tenham relação com a história dos noivos, nomes de músicas, de ruas, de livros, de animais, de flores, etc. Além disso, as plaquinhas de marcação das mesas também podem ser super criativas, em materiais diversos e das mais diferentes formas. Separamos diversas inspirações para os noivos que optaram pela marcação de lugares. Confira!

meghan-mehanmeghan-mehan2 britt-springclary-pfeiffer-photographykaysha-weiner-photographerkaysha-weiner-photographer2cameron-ingalls-photographyjose-villaonelove-photographyonelove-photography2heidi-ryderhyer-images

imagem-capa

Esperamos que as dicas ajudem vocês, noivinhas! 🙂

Beijos,
Equipe Casamenteiras.