Hoje gostaria de falar de um assunto que vejo gerar muitas dúvidas sempre entre os casais: Bebidas alcoólicas!

Seus convidados definem!

As dúvidas são muitas, desde quantidade até variedade do que servir. São tantos fatores que envolvem para definir esses pontos, que nem sei se consigo passar tudo por aqui, mas basicamente quem vai direcionar isso são seus convidados!

Lógico que dia, local e horário da festa também influenciam bastante. Mas os convidados são 80% nesse quesito.

Uma vez, quando apresentei a conta que costumo fazer para as bebidas, um noivo me disse “mas meus amigos bebem MUITO… essa conta não vai dar”. Eu perguntei a ele quantos eram esses amigos que bebiam muito. Tive que insistir muito até ele pensar e dizer: Uns 15… Era um casamento para 400 pessoas.

Esse é um bom exemplo para entendermos que quando vamos pensar nos nossos convidados, não estamos falando daqueles que saímos para beber na quinta a noite… Mas sim de TODOS os convidados!

 

Os Buffets geralmente oferecem água, suco e cerveja no cardápio, de qualquer forma, se atente ao contrato para ver se consta a cerveja la!

Uma vez tive uma noiva que não queria servir cerveja de jeito nenhum no casamento, disse que quem queria beber cerveja que fosse ao boteco.

Insisti para ela e volto a dizer aqui caso alguém esteja pensando em fazer o mesmo, a cerveja é uma bebida que agrada a grande maioria, é leve em álcool, e talvez a falta desse item faça com que seus convidados exagerem mais do que deveriam e acabem com a festa mais cedo do que você gostaria.

 

A grande dúvida que vejo em relação a cerveja na verdade é que alguns casais preferem optar por chopp ao invés de cerveja. Se esse é o seu caso, gostaria de colocar alguns pontos para que avalie junto ao espaço/buffet que será responsável por servir esse item.

Primeiro, o bar já tem estrutura para chopp ou seria tudo locado? Segundo, a quantidade de torneiras de chopp daria vazão a quantidade de seus convidados? Terceiro, o que garante que o chopp vai estar gelado sendo passado pelo salão?

Enfim, esses são alguns pontos que devem ser abordados, eu nunca confiei muito no chopp em um evento para mais de 100 pessoas, e preferia garantir a cerveja. Quando os noivos insistiam no chopp, eu acabava deixando cerveja de backup. Vai que a torneira falha… não é mesmo?

Acredito que whisky e espumante são os itens que a grande maioria dos noivos levam para a festa. Falando em quantidade: whisky 1 garrafa para cada 12 convidados, espumante 1 garrafa a cada 3 convidados.

Já vi pessoas questionando sobre levar mais de uma variedade desses itens.

Por exemplo, pode levar um whisky Jack Daniels e outro Johnnie Walker? Eu sempre digo a mesma coisa: se for levar 2 tipos de whisky ou de espumante que seja para tentar agradar os convidados! Nunca compre, por exemplo, uma quantidade X de black label e mais um pouco de red label caso acabe o black, pode ficar feio.

Se for para levar 2 tipos eles devem ser servidos simultaneamente desde o começo da festa, para os convidados poderem optar. No caso de whisky, é legal se forem marcas diferentes, por questões de gosto. Já o espumante, vale se for rose e branco, ou brut e demi sec.

Muitas noivas, principalmente que não gostam de espumante seco, tendem a querer optar por um espumante doce/suave, cuidado se esse for o seu caso, o espumante doce tende a “empapuçar” um pouco os convidados!

 

Vinho Tinto? Apesar de ser uma grande apreciadora de vinhos, nunca aconselhei meus noivos a levarem vinho para o casamento. Realmente não acho ser uma bebida que combine com a ocasião. O vinho dá um pouco de sono e desânimo.

Pode ser uma boa pedida para a festas que irão acabar após o “almoço ou jantar” e não irão se estender para a “balada”. Caso por algum motivo específico você faça questão de vinho tinto na festa, indico servir somente durante o jantar, e a conta é igual do whisky: 1 garrafa para cada 12 pessoas.

 

E o bar de caipirinha? O bar de caipirinha é muito visual, dá um super charme quando bem montado, mas geralmente os preços são altos para o verdadeiro consumo!

 

É sempre gostoso ter a opção, mas não acho que faz tanta falta assim! Vale a pena investir quando tem muitos convidados que não bebem álcool, porque o bar de caipirinhas geralmente oferece opções sem álcool, também muito gostosas por sinal!

Uma coisa que devo atentar aos noivos aqui é lembrar que geralmente no valor do bar de caipirinhas não está embutido o serviço de doses de bebida, então nesse caso não seriam liberadas doses de vodka para servir com energético por exemplo.

Para isso os buffets geralmente cobram um valor a mais, e fazendo as contas pode ser que valha a pena levar a vodka por fora!

Atenção: tente levar a mesma vodka que o seu bar de caipirinha irá servir, pois se você levar uma vodka melhor para dose, as pessoas podem acabar pedindo para fazer caipirinha com ela e não será suficiente!

Se você quiser um bar, mas não fizer questão de caipirinhas, o bar de drinks está muito na moda e com uma aderência muito legal! Aperol, Negroni, Gin tônica, são algumas das opções coloridas e bem cotadas para o bar de drinks!

 

Outros “mimos” alcoólicos: rodadas de shots no meio da pista sempre fazem a cabeça dos convidados! Pode ser pinga, tequila, etc. Vale a pena caracterizar os noivos ou os garçons que entrarão na pista nesse momento. Por exemplo, se for tequila, maracas e sombrero, se for pinga, chapéu de palha.

As músicas também podem e devem combinar com esse momento para chamar a atenção dos convidados…

 

Outro mimo são os licores na mesa de café. Pouquíssimos buffets oferecem, geralmente são os noivos que devem levar.

 

Último conselho, com essa variedade de bebidas e adrenalina a mil, peço atenção especial aos noivos, cuidado para não darem “PT” e acabar com o casamento mais cedo por besteira, alternar sempre com bastante água e coca cola, ter um garçom “sombra” bem instruído é fundamental, lembre-se disso!

Espero ter ajudado um pouquinho com as dicas, mas sei que cada caso é um caso e às vezes ainda restam dúvidas, então não hesitem! Deixem as dúvidas nos comentários que terei o maior prazer em responder ;)

 

Por:
Priscila Vicente
Produtora e organizadora de eventos na empresa Antes do Sim consultora especializada.