Modelo ficou guardado por mais de três décadas, mas encantou noiva em Itapira

As histórias de relacionamentos difíceis entre noras e sogras passaram bem longe de duas famílias de Itapira (SP). Tão grande é o carinho entre os entes das duas famílias que a nora resolveu se casar com o vestido usado pela sogra em seu casamento, ocorrido há 36 anos.




O modelo novamente foi utilizado em agosto do ano passado, quando Marina Capatto entrou na Igreja Matriz de São Benedito, uma das mais tradicionais do município a 163 quilômetros de São Paulo, para se unir matrimonialmente com Pablo Tonoli.

E o uso do vestido de sua mãe pela sua futura esposa foi uma grande surpresa para o noivo, que até então não sabia da escolha. A sogra, Elza, havia mostrado o vestido para Marina, que ficou encantada com o que viu. Resolveu provar e a caída foi perfeita! Ela até já havia procurado outros modelos em lojas do ramo, mas naquele momento não teve mais dúvidas: iria se casar com o vestido usado pela mãe de seu noivo há quase quatro décadas.

E assim foi: a peça recebeu somente pequenos ajustes e ganhou nova participação em um enredo de muito amor, que contribuir para reforçar ainda mais os laços afetivos entre as famílias. A história não muito comum e que rendeu muita emoção às duas famílias agora está eternizada em um vídeo produzido pela Fixar Imagens, empresa de Itapira contratada para documentar o casamento e que lançou um novo formato de vídeo, batizado de Imersão, para contar um pouco mais da história dos casais além do grande dia do casamento.

Agora, o vestido permanecerá guardado com Marina e Pablo para, quem sabe um dia, novamente dar o ar da graça em mais um casamento na família. A produção da Fixar Imagens está disponível em https://vimeo.com/253508464.