Kit de emergência do Dia do casamento | Dicas

É muito chato dizer isso, mas algo pode dar errado no dia em que tudo tem que dar certo, é natural, algo pode acontecer fora do esperado, então prepare-se o melhor que puder, criando ou mandando fazer o seu Kit de Emergência do Dia do Casamento.

 

Itens fundamentais num KIT DE EMERGÊNCIA

Segue uma lista exemplo de itens importantes para ter à mão no Grande Dia, mas certifique-se de adicionar seus próprios itens! Além do que realmente precisa estar no seu kit, pode inserir itens como uma cópia dos votos de casamento, ou qualquer outro item que acredite ser importante estar nele.


kit emergência noivas

1.Panos de limpeza faciais | 2.Enxaguante bucal | 3.Loção para o corpo | 4.Alívio para dor instantâneo | 5.Comprimidos anti-ácido | 6.Spray para eliminar amassados das roupas | 7.Spray para firmar o cabelo | 8.Absorvente interno | 9.Fio dental | 10.Balinhas de menta | 11.Escova de dentes | 12.Pasta de dente | 13.Chicletes | 14.Gloss e Brilho labial | 15.Pinça | 16.Vaselina – o salto alto pode estar esfregando sua pele do jeito errado, isso reduz completamente a fricção! | 17.Colírio | 18.Meia-calça e calcinha extras nude | 19.Grampos de cabelo | 20.Cotonetes | 21.Alfinetes | 22.Par de brinco extra | 23.Kit de costura com cores de linha que você precisará | 24.Bandaids | 25.Rolo de tirar fiapos | 26.Canudos – para não arruinar os vestidos ou maquiagem enquanto bebem | 27.Fita de lingerie | 28.Lixa e cortador de unhas | 29.Bolas de algodão | 30.Base e esmalte na sua escolha de cor | 31. Lâmina |32.Desodorante incolor | 33.Lencinhos | 34.Super cola e cola de cílios | 35.Pulverizador corporal ou perfume | 36.Removedor de manchas instantâneos – Tide to go (importado) | 37.Barrinhas de cereal | 38.Tesourinha | 39.Álcool gel | 40.Elásticos

Certifique-se de colocar todos os itens pequenos em um pequeno saco ziplock para que você não os perca!

 

Há muitas opções para guardá-los, você pode escolher, uma maletinha de tecido, de metal, de plástico ou uma caixinha de papelão, também pode distribuir mini kits para suas madrinhas estarem preparadas.

Ideias para guardar seu Kit

 

 

A CAIXA DO BANHEIRO

É importante fazer kits de emergência para deixar no banheiro da festa, já que seus convidados podem ter emergências também.

 

Fonte: www.weddingpartyapp.com, Pinterest

 

Qual desses kits de emergência de casamento é o seu favorito e o que você acha que pode acontecer de imprevisto no seu Grande Dia? Deixe-nos saber nos comentários!

 

Um beijo,
Catita

Leia mais...
Casare - Seu Site de Casamento mais Elegante!

Decoração de casamento | CASAMENTANDO COM PRI VICENTE

Cuidado com a decoração de casamento que vai escolher!

Hoje em dia, com o acesso rápido às informações que temos, é comum chover referências para nos inspirarmos, essas ferramentas de busca, podem e devem ser usadas. Delas tiramos idéias que por vezes traduzem o que somos e queremos para o grande dia, melhor que nós mesmos! Mas mesmo assim, sinto o dever de alerta-las!

Alerta-las para um risco que todos corremos principalmente quando as referências são vastas:

Cuidado! O risco de transformar seu casamento em um baile de carnaval existe, e você deve se atentar a isso! Existem algumas coisas que precisam “conversar” dentro de um evento.

Precisa haver harmonia, seguir uma linha, contar uma história…

 

Pilares básicos

Num casamento uso por base dois pilares que eu chamo de “estilo” e “tema”.Vamos falar um pouquinho sobre cada um deles.

 

Estilos

Existem basicamente 3 estilos: Clássico, Moderno e Tendência.

 

Clássico

É aquele que não tem erro, onde as coisas seguem um padrão universal e atemporal. Não importa a época nem o local que você casar, aquilo será usual. Geralmente noivas que temem errar no dia do casamento seguem uma linha mais clássica, também as chamadas “noivas princesas”, tendem aos padrões mais clássicos de casamento.

Vestido “bolo”, tapete vermelho, marcha nupcial, a primeira valsa, convite marfim com letras douradas, bolo redondo branco, cabelo preso, sousplat de prata.

Esses são alguns dos itens clássicos de um casamento. A maior vantagem desse estilo e maior argumento para essas escolhas é o tal álbum: nesse processo de casamento talvez já tenha ouvido alguma vez a frase “isso vai ficar eternizado no seu álbum de casamento” quando quis fazer alguma escolha um pouco mais “ousada”.

 

Moderno

Está entre o clássico e o tendência, onde a noiva pode ousar um pouco, mas ainda fazendo um jogo com o que gosta, o que esta usando na época, ou tenta deixar o casamento de certa forma “a sua cara”.

Hoje, aqui nessa década, poderiam entrar o vestido sereia, o tapete verde ou palha, uma entrada na cerimônia com uma música atual, uma dança coreografada, uma decoração colorida, o naked cake…

 

 

Tendência

Encontra aquelas noivas que não tem nenhum medo de arriscar, querem estar na frente, querem “lançar moda” mesmo arriscando a moda não pegar.

Para o casamento tendência é difícil elencar itens. Posso falar aqui coisas que em um ano já podem estar super batidas. A passarela de espelho, por exemplo, era uma tendência a alguns anos, hoje já está mais para o moderno, e daqui a pouco até pode entrar no clássico rsrsrs

 

Mas e seu eu quero um vestido clássico, mas um bolo tendência? Com cuidado, bom gosto e orientação, os estilos podem se misturar dentro de um mesmo evento e ainda sim haver harmonia!

 

Tema

Definido o estilo com o qual você mais se identifica, pense em um “tema” para o seu casamento.

Calma: não iremos transformar o seu casamento em uma festa temática! O tema nesse caso serve para te guiar nas escolhas de cada detalhe, os temas mais comuns são: romântico, rústico, boho chic, por vezes algo relacionado a naturalidade de algum dos noivos (oriental, árabe, indiano, etc…), ou pode ser simplesmente a paleta de cores que você quer: azul marinho, tifanny e azul, preto e branco, dourado…

Não importa o tema, o importante é que tudo siga a mesma linha

 

Se você não tiver esse “tema” bem definido na sua cabeça, você pode se perder na escolha de cada detalhe, você pode fazer um convite azul marinho, pedir para as suas madrinhas usarem nude e escolher flores amarelas, laranjas e vermelhas.

Definir um tema específico é importante para garantir a harmonia dos itens escolhidos para o grande dia.

Por vezes esse tema nem será destacado para os convidados que só enxergarão a beleza do conjunto, mas a definição dele será o seu guia em todo esse processo.

Nas horas da indecisão entre uma e outra opção, por vezes será ele quem te ajudará na decisão final.

 

Esse realmente é um assunto que gera muita dúvida! É difícil de explicar.

São muitas opções para somente um evento, não é mesmo?

Mas saiba que dentro do mesmo estilo e do mesmo tema existem ainda MILHARES de possibilidades e você poderá se divertir na escolha de cada item.

 

Por:
Priscila Vicente
Produtora e organizadora de eventos na empresa Antes do Sim consultora especializada

Leia mais...

Casando Grávida | Casamentando com Pri Vicente

Apesar de casar e ser mãe terem sempre sido meus maiores sonhos, confesso que eles dois acontecendo juntos estava mais perto de se tornar um pesadelo.

É um turbilhão de sentimentos e dúvidas que passavam na minha cabeça naquela hora… além das mil dúvidas tradicionais que a maioria das noivas já tem, ainda tinha mais um monte de coisas para pensar, como: que mês da gestação é melhor casar? Será que as pessoas vão achar que só estamos casando por causa do bebê? Será que casamos antes ou depois do bebê nascer? Posso casar na igreja se estiver grávida?

Enfim, as dúvidas se multiplicavam na minha cabeça… então resolvi dividir com vocês a minha experiência, acredito que não existem regras nesse caso, mas trocas de informações são sempre válidas, onde eu acho que acertei ou errei, podem ajudar outras noivas mamães por aí.

 

Diário de uma noiva mamãe

Primeira dúvida depois que decidimos nos casar foi: casamos antes ou depois do bebê nascer???

Casar depois me parecia o melhor a ser feito, afinal, a chegada de um bebê já dá tanto trabalho, inserir nesse momento a tarefa de organizar um casamento, não seria nada fácil, fora que mil coisas pesam nesse momento: não era o meu ideal de noiva casar barriguda e acima do peso, eu queria curtir, dançar e pular na minha festa de casamento até o final, queria ter tempo e dinheiro programados para escolher cada item e não fazer tudo às pressa.

Enfim, estava quase optando por casar quando meu filho tivesse 2 ou 3 anos, mas fui conversar com uma grande amiga que também havia passado por essa situação, e o que ela me falou, “desceu redondo”.

Ela disse que apesar de ter optado casar antes da filha dela nascer por outros motivos, hoje ela não se arrependia, pois se deu conta que a maior emoção do mundo é ver um filho nascer, depois disso qualquer outra coisa vai se tornar menor, e o sentimento que se tem no casamento é muito bonito, vale a pena senti-lo plenamente.

Isso me fez razão, me fez sentido, falei com meu noivo (hoje marido) e optamos por casar antes do Pedro nascer!

 

Mas então, quando?

Optei por estar aproximadamente de 5 meses, acho que essa foi uma ótima escolha! Primeiro pq acredito que o segundo trimestre seja o mais ideal para o casamento. A energia está revigorada, foi a melhor época da minha gestação, e ouço muitos testemunhos que também foi para outras mamães.

Minha barriga apareceu muito cedo, o que não é comum para primeira gestação, muitas chegam ao quinto mês sem nem parecer grávida, o que pode ser um ponto positivo para se casar nesse período também. Outra coisa que me favoreceu casar nesse período, tive 5 meses para focar só no casamento, e depois ainda me sobrou tempo para focar só no bebê (quartinho, enxoval, etc…) não precisei ver as coisas juntas, acho que foi muito bom.

 

Vestido de noiva

Já uma coisa que não fui muito feliz foi na escolha do meu vestido, não pelo resultado final em si, mas pelo processo mesmo. Por estar grávida, ser uma mulher alta e não ter dinheiro nem muito tempo para primeiro aluguel, achei que seria muito difícil achar um vestido que caísse bem em mim, coloquei isso na minha cabeça, e fui atrás do vestido, resultado, acabei optando pelo primeiro vestido que eu achasse “Ok” e estivesse dentro do budget, para ser mais clara, me satisfiz com pouco, sem precisar.

Não sei se foi algo meu ou se a maioria das noivas sente essa “culpa” de estar gastando dinheiro com casamento, eu não me sentia muito com esse “direito” já que tinha tanta coisa para ver para o bebê! Mas hoje percebo que se tivesse optado por um budget um pouco maior para o vestido de início, teria sido muito melhor!

Esse é um item muito importante para qualquer noiva ainda mais para uma noiva grávida, se sentir bonita é fundamental, mas estar confortável nesse momento é ainda mais!

 

Só me dei conta disso durante as minhas provas, afinal eu nunca havia ficado grávida, não sabia como as coisas seriam dali para frente… conforme as provas foram acontecendo, a barriga foi aumentando e o cansaço também, o vestido foi pesando, eu não aguentava ficar em pé mais de 5 minutos com aquele vestido, a menos de 1 mês do meu casamento decidi trocar de vestido.

Acabei ficando com o único vestido da loja que me servia e custava o dobro do primeiro. Não que eu ache que eu tenha ficado feia nem nada, mas se soubesse que ia gastar o tanto que gastei com certeza teria achado algo muito mais “a minha cara”.

Coisas que eu acho importante para o vestido: pense em um vestido mais leve e de preferência com alça, o tomara que caia tende em apertar e sobrecarregar o peso bem na barriga.

 

Melhor horário

Outra coisa que acho que foi muito bom: optamos por casar durante o dia, mas em um horário que eu pudesse fazer as coisas com calma, me alimentar bem, e não estar morrendo de fome na hora da cerimônia.

Quer queira quer não, o dia da noiva é um dia corrido. Se programar com a alimentação vai garantir que você curta sua festa tranquilamente! E começar a festa um pouco mais cedo garante que você consiga aguentar até o final!

 

Sapato ideal

O sapato foi bom também. Optei por um sapato baixo, claro, eu tenho 1,80 m não preciso me preocupar com isso, mas para as de nós que precisam de um salto para se sentir bem, pense em um salto grosso. Lembre-se que o que é visto do seu sapato é no máximo bico.

De qualquer forma, se não for distribuir rasteirinhas ou algo do gênero na sua festa, garanta algo mais confortável para você “descer do salto sem sair do salto” após um período de festa… mesmo eu que estava de sapato baixo, troquei logo pelas havaianas! Afinal, sapato novo é sempre sapato novo, né? rsrs

 

Cerimônia

O celebrante, por incrível que pareça é uma parte importante para você que está grávida também! Conversar com ele para não falar muito é providencial nesse momento. Ficar muito tempo de pé é mais exaustivo quando se está grávida.

O padre do meu casamento falou bastante, eu cheguei a suar frio. Na correria que estavam meus dias, não tive muito tempo de ir ver as cerimônias para escolher um celebrante. Acabei pegando um por indicação e esqueci desses detalhes.

Minha cerimônia foi longa, chegou um momento que toda aquela emoção foi indo embora e tudo o que eu queria era uma cadeira para sentar. Dei sorte de cerimônia acabar bem nesse momento, mas podia ter sido um pouco menor!

 

Drinks sem álcool

Hoje em dia muitos bares proporcionam drinks deliciosos sem álcool, e você pode curtir com algo diferente de água no seu grande dia! Por termos casado em um domingo a tarde, optamos por não ter bar de drinks. Não tive essa opção no meu casamento, mas logo depois fui em um casamento de uma amiga que tinha e me acabei nos “virgin drinks”, são deliciosos!!!

 

Esses para mim foram os principais pontos altos e baixos da minha cerimônia e festa de casamento, espero ter ajudado outras noivas que estão passando pela mesma situação!

 

Curta cada momento!

Se posso dar um último conselho, seria de tentar curtir cada momento normalmente. Tente não se deixar abater pela pressão de tempo, corpo, boatos, etc.

Curta o seu momento, ele é SEU e de mais ninguém! Quando me dei conta disso, de quanta coisa a vida estava me dando (um marido maravilhoso que me ama e que eu amo, um filho saudável fruto de muito amor, são só algumas), escolhi a música que eu ia entrar na cerimônia, que diz mais ou menos assim: “Graça à vida, que tem me dado tanto…”

 

Por:
Priscila Vicente
Produtora e organizadora de eventos na empresa Antes do Sim consultora especializada

 

Leia mais...

Curiosidades e tradições no casamento

Há muitas curiosidades e tradições no casamento que estão presentes no evento sem ao menos imaginarmos o porquê deles fazerem parte desse momento, são costumes que remetem a antiguidade e herdados de diferentes regiões do mundo.

Pesquisamos os costumes mais comuns e interessantes, e percebemos que os que se mantiveram ao longo dos tempos são os que tem significados lindos e que valem a pena manter e propagar no tempo.

Buquê

Para os antigos gregos e romanos, o buquê de noiva era formado por uma mistura de alho e ervas ou grãos. Esperava-se que o alho afastasse espíritos maus e as ervas ou grãos garantissem uma união frutífera.

 

Na antiga Polônia, acreditava-se que, colocando açúcar no buquê da noiva, seu temperamento se manteria “doce”. Diz também a tradição que a mulher solteira que pegar o buquê da noiva, será a próxima a se casar.

 

Cerimônia

A cerimônia de casamento nasceu na Roma antiga. Todo esse ritual da noiva se vestir especialmente para a cerimônia, veio de lá e virou uma tradição. Foi em Roma ainda que aconteceram as primeiras uniões de direito e a liberdade da mulher casar por sua livre vontade.

 

Padrinhos

A tradição da escolha de um padrinho é na realidade um costume que remonta à antiguidade, quando se escolhia um bom amigo, na maioria das vezes um guerreiro tribal, para ajudar a proteger a noiva de possíveis raptores, conhecidos por rondarem o local da cerimônia.

 

 

Coisas da China

Na China, antigamente, os noivos só se conheciam no dia do casamento. Segundo a tradição, a noiva chinesa escolhia suas damas de honra entre as moças mais feias do local, para que assim ela fosse a mais bela.

 

Marcha nupcial

Composta por Mendelssohn, foi tocada pela primeira vez no casamento de Dorothy Carew e Tom Daniel na Igreja de St Peter, mas só ficou popular após ser tocada no casamento da Princesa Vitória.

 

Aliança

Na Roma antiga o noivo dava um anel de ferro para a noiva, como um símbolo de laço inquebrável, mas foram os egípcios os primeiros a usá-las como jóias elaboradas na cerimônia do casamento, depois que Alexandre o Grande dominou o Egito, o hábito foi introduzido na Grécia e no mundo.

Era colocada no terceiro dedo da mão esquerda dos noivos, pois acreditavam que existia uma veia que ia para o coração.

“Aliança” significa compromisso, pacto, união.

 

O véu

Costume da antiga Grécia. Pensavam em proteger a noiva de mau olhado de algum admirador ciumento.

 

Atirar flores no trajeto da noiva

Um costume romano, acreditavam que a noiva que passasse por sobre as pétalas de flores teria sorte e carinho perene para o seu amado.

 

O Bolo

Os “andares” do bolo de noiva tiveram a origem na Idade Média, quando era costume os convidados trazerem pequenos bolos que eram colocados uns em cima dos outros. Os noivos então, tentavam se beijar sobre o bolo sem derrubar para dar sorte e prosperidade.

 

Atirar arroz

Esta prática tem a sua origem, num ritual grego, era um ritual de fertilidade, que consistia em lançar sobre o casal qualquer tipo de coisas doces, pois acreditavam que poderia trazer prosperidade aos noivos.

 

Lua de Mel

A Lua de Mel originou-se do povo germânico, que na cerimônia de casamento davam para os noivos beberem uma mistura de água com mel para terem boa sorte e um relacionamento doce.

 

Costumes diversos

O costume do noivo carregar a noiva no colo é oriental. Acredita-se que os gênios ruins (que atacam apenas as mulheres) ficam a espera da noiva na porta do quarto nupcial. O marido protege a esposa carregando-a, para evitar que ela “pise” em algo ruim.

 

A razão da noiva ficar sempre do lado esquerdo do seu noivo tem sua origem entre os anglo-saxões. O noivo temendo um ataque dos dragões e outras ameaças, deixava sempre o braço direito livre para sacar a sua espada.

 

O primeiro beijo trocado pelos noivos no encerramento da cerimônia teve diversos significados ao longo dos tempos, muitas culturas acreditavam que o casal trocava espíritos na respiração e parte de suas almas também eram compartilhadas.

 

Tantas tradições e costumes interessantes e que perduraram ao longo do tempo. Há muitos outros costumes em cada canto do mundo, mas todos parecem ter o mesmo objetivo, garantir a União e a Felicidade do casal que decidiu dar esse passo tão importante e abençoado, o Casamento! 💖

 

Um beijo,
Catita

Leia mais...
Facebook Twitter Instagram Pinterest RSS Facebook Twitter Instagram Pinterest RSS