Assessoria


Flores no casamento | Casamentando com Pri Vicente

Vamos falar um pouquinho sobre flores? Não sou florista, nem tenho um vasto conhecimento sobre flores, porém nesses anos executando e produzindo eventos vi tantas frustrações em relação a flores, tanto na decoração quanto nos buques que acho muito importante abordar esse tema com vocês!

É importante termos 2 coisas na cabeça quando vamos pensar na parte floral da nossa festa.

Diversidade de flores, mas nem tanto!

A primeira é que estamos no Brasil! Por mais que isso pareça óbvio, o que mais vejo são noivas com referências maravilhosas de flores de todo canto mundo, cada região tem suas peculiaridades quando se fala de flor, principalmente de tipos e COR!

Sim, não são todas as cores que você vê nas referências em blogs e Pinterest (ainda que esses sejam brasileiros) que temos aqui no Brasil. Não são todas as cores, nem os tipos de flores.

Dependendo do seu florista, ele até pode encontrar e encomendar flores importadas, mas é importante você saber que talvez o custo dessas flores seja outro!

Além das referências poderem ser importadas, ainda existem os filtros das fotos que nessa hora só confundem a cabeça das noivas e deixam os decoradores malucos por aí!!!

 

Expectativa    X    Realidade

 

Por isso acho muito importante você sempre pedir fotos de referência de arranjos do próprio florista que você for contratar, é a maneira mais fácil de não ter surpresas desagradáveis no dia!

 

Primavera, Verão, Outono ou Inverno?

A segunda coisa muito importante que devemos levar em consideração é a estação do ano em que você está casando.

Ainda que a tecnologia avançada hoje possa fazer crescer qualquer tipo de flor em qualquer época do ano, as flores fora da estação dificilmente tem a mesma beleza e variedade de cores!

Tive uma noiva que o sonho dela era ter um bouquet de tulipas, e ela casava no final de janeiro! Não foi possível e ela ficou extremamente decepcionada.

O decorador até fez o bouquet de tulipas para ela, mas as tulipas são flores extremamente sensíveis, estavam abertas e tão mirradas no dia que a própria noiva escolheu a segunda opção de bouquet que o decorador mandou.

Esse post é curtinho, direto e objetivo, mas achei muito importante falar sobre esse tema com vocês, afinal quanto mais pudermos evitar frustrações, melhor ;)

Abuse do branco, rosa, vermelho, laranja, amarelo… essas cores são sempre abundantes no Brasil!!!!

 

Cores como champanhe, azul, marsala, salmão já são mais específicas e devem ser pesquisadas e bem conversadas com seu florista antes para evitar qualquer tipo de surpresa.

 

Se você quiser ousar nas cores do casamento, abuse dos acessórios: toalhas, porta guardanapos, sousplat, menu, copos e vasos, podem trazer o tom que você quer para a sua festa sem surpresas!!!

Veja só algumas inspirações possíveis para qualquer época do ano e em qualquer país:

 

Enfim, opções é o que não falta para você usar a cor que você quiser para dar o tom do seu grande dia, só não se esqueça de não contar somente com as flores para isso!!!

 

Por:
Priscila Vicente
Produtora e organizadora de eventos na empresa Antes do Sim consultora especializada.

Leia mais...
Casare - Seu Site de Casamento mais Elegante!

Decoração de casamento | CASAMENTANDO COM PRI VICENTE

Cuidado com a decoração de casamento que vai escolher!

Hoje em dia, com o acesso rápido às informações que temos, é comum chover referências para nos inspirarmos, essas ferramentas de busca, podem e devem ser usadas. Delas tiramos idéias que por vezes traduzem o que somos e queremos para o grande dia, melhor que nós mesmos! Mas mesmo assim, sinto o dever de alerta-las!

Alerta-las para um risco que todos corremos principalmente quando as referências são vastas:

Cuidado! O risco de transformar seu casamento em um baile de carnaval existe, e você deve se atentar a isso! Existem algumas coisas que precisam “conversar” dentro de um evento.

Precisa haver harmonia, seguir uma linha, contar uma história…

 

Pilares básicos

Num casamento uso por base dois pilares que eu chamo de “estilo” e “tema”.Vamos falar um pouquinho sobre cada um deles.

 

Estilos

Existem basicamente 3 estilos: Clássico, Moderno e Tendência.

 

Clássico

É aquele que não tem erro, onde as coisas seguem um padrão universal e atemporal. Não importa a época nem o local que você casar, aquilo será usual. Geralmente noivas que temem errar no dia do casamento seguem uma linha mais clássica, também as chamadas “noivas princesas”, tendem aos padrões mais clássicos de casamento.

Vestido “bolo”, tapete vermelho, marcha nupcial, a primeira valsa, convite marfim com letras douradas, bolo redondo branco, cabelo preso, sousplat de prata.

Esses são alguns dos itens clássicos de um casamento. A maior vantagem desse estilo e maior argumento para essas escolhas é o tal álbum: nesse processo de casamento talvez já tenha ouvido alguma vez a frase “isso vai ficar eternizado no seu álbum de casamento” quando quis fazer alguma escolha um pouco mais “ousada”.

 

Moderno

Está entre o clássico e o tendência, onde a noiva pode ousar um pouco, mas ainda fazendo um jogo com o que gosta, o que esta usando na época, ou tenta deixar o casamento de certa forma “a sua cara”.

Hoje, aqui nessa década, poderiam entrar o vestido sereia, o tapete verde ou palha, uma entrada na cerimônia com uma música atual, uma dança coreografada, uma decoração colorida, o naked cake…

 

 

Tendência

Encontra aquelas noivas que não tem nenhum medo de arriscar, querem estar na frente, querem “lançar moda” mesmo arriscando a moda não pegar.

Para o casamento tendência é difícil elencar itens. Posso falar aqui coisas que em um ano já podem estar super batidas. A passarela de espelho, por exemplo, era uma tendência a alguns anos, hoje já está mais para o moderno, e daqui a pouco até pode entrar no clássico rsrsrs

 

Mas e seu eu quero um vestido clássico, mas um bolo tendência? Com cuidado, bom gosto e orientação, os estilos podem se misturar dentro de um mesmo evento e ainda sim haver harmonia!

 

Tema

Definido o estilo com o qual você mais se identifica, pense em um “tema” para o seu casamento.

Calma: não iremos transformar o seu casamento em uma festa temática! O tema nesse caso serve para te guiar nas escolhas de cada detalhe, os temas mais comuns são: romântico, rústico, boho chic, por vezes algo relacionado a naturalidade de algum dos noivos (oriental, árabe, indiano, etc…), ou pode ser simplesmente a paleta de cores que você quer: azul marinho, tifanny e azul, preto e branco, dourado…

Não importa o tema, o importante é que tudo siga a mesma linha

 

Se você não tiver esse “tema” bem definido na sua cabeça, você pode se perder na escolha de cada detalhe, você pode fazer um convite azul marinho, pedir para as suas madrinhas usarem nude e escolher flores amarelas, laranjas e vermelhas.

Definir um tema específico é importante para garantir a harmonia dos itens escolhidos para o grande dia.

Por vezes esse tema nem será destacado para os convidados que só enxergarão a beleza do conjunto, mas a definição dele será o seu guia em todo esse processo.

Nas horas da indecisão entre uma e outra opção, por vezes será ele quem te ajudará na decisão final.

 

Esse realmente é um assunto que gera muita dúvida! É difícil de explicar.

São muitas opções para somente um evento, não é mesmo?

Mas saiba que dentro do mesmo estilo e do mesmo tema existem ainda MILHARES de possibilidades e você poderá se divertir na escolha de cada item.

 

Por:
Priscila Vicente
Produtora e organizadora de eventos na empresa Antes do Sim consultora especializada

Leia mais...

Posse de mesa, vai encarar? | Casamentando com Pri Vicente

Oi meninas!

Hoje o assunto é um tanto polêmico, afinal como você pretende organizar os seus convidados na festa do seu casamento? Arriscar com lugares demarcados, setorizar, reservar lugares específicos, ou deixar livre para a escolha? A Pri Vicente, nossa querida expert em organização e produção de casamentos, tem sugestões e pontos importantes a serem observados para essa importante escolha!

 

Posse de mesa, vai encarar?

Eu tento sempre ser muito imparcial no que se diz respeito às decisões e escolhas dos noivos, afinal o casamento é deles, sempre coloco os prós e contras de cada decisão e se não for algo que vá realmente impactar de forma ruim no decorrer do processo, da cerimônia e da festa, acato a decisão sem grandes argumentações! Porém quando o assunto é posse de mesa, eu brigo mesmo rsrsrs…

 

Um mundo de opções lindas!

posse de mesa

Tem tantas formas lindas de demarcar os lugares dos convidados, um escort card mais lindo que o outro, que eu sei que às vezes é difícil resistir a tentação de mais esse mimo no seu grande dia, porém alguns pontos precisam ser realmente levados em consideração:

1 – Em mais de 10 anos trabalhando com organização de eventos, nunca vi ninguém ir embora de um casamento por não haver posse de mesa. Infelizmente não posso dizer o mesmo do contrário: brigas, discussões, pessoas falando mal do noivos… vi tanta coisa que acabei pegando birra dessa prática! Só que ainda tem mais!

2 – Na cabeça de quem cogita a posse de mesa, que vê prontas as mesas montadas com os nomes em seus lugares corretos, deve pensar que é algo muito simples de fazer. Não, não é! E não estou falando que não é simples para os assessores, estou dizendo que vocês, noivos, vão gastar dias e noites para conseguir fechar as mesas da forma adequada, e são os dias que o stress já esta lá em cima, a ansiedade a mil, por que só dá para fazer isso na reta final mesmo, quase na semana do casamento e por mais completa que seja a assessoria que você contratou, não existe a possibilidade dela fazer isso por você, já que ela não conhece seus convidados!

3 – Se sua família e amigos forem em sua grande maioria brasileiros, a possibilidade de você ter tido todo esse trabalho a toa é muito grande. Isso por algumas questões culturais simples: primeiro, brasileiro não segue regra e não gosta de ser obrigado a nada. Segundo, nós, brasileiros, achamos que sempre estamos em desvantagem, se você colocou alguém do lado da pista vai reclamar do som, se você colocou do lado do banheiro, vai reclamar do cheiro, se você colocou no mezanino, vai reclamar da escada… sempre irá passar na cabeça dos convidados “pq eles me colocaram aqui?”

4 – Outra questão cultural: o brasileiro não se acostumou ainda com o costume de confirmar presença. Por mais que você faça um RSVP ativo, sua taxa de quebra pode ser de 10% ou mais, além dos imprevistos que acontecem. Saiba: as pessoas tem vergonha de falar que não vão no seu casamento e, consequentemente, a possibilidade de mesas ficarem vazias é muito grande.

5 – Você terá um gasto maior com equipe da assessoria somente para isso

6 – Na prática, funciona assim: Se sua cerimônia é na igreja, imagina 200, 300 pessoas chegando ao mesmo tempo no mesmo local e tendo que parar na porta para procurar o nome e indicar o local da mesa? Sim, a fila será imensa na porta, o que vai atrasar a chegada de VOCÊS na recepção do TEU casamento. Se a cerimônia é no mesmo local da festa, é praticamente impossível isso dar certo de uma forma harmônica. Uma vez distribui papeizinhos para as pessoas com número da mesa que no final da festa foram entregues no valet… Sempre uma verdadeira confusão… Dá pra comparar com uma única aeromoça no embarque de um avião, o pessoal procurando seu assento, brigando porque havia gente no lugar, e reclamando que o porta malas estava lotado… é praticamente a mesma coisa!

 

Todos no lugar certo

Bom, depois de dito tudo isso, claro, teria que dar algumas soluções.

Uma opção bem bacana é a chamada setorização, onde você escolhe um conjunto de mesas para um grupo de pessoas. O problema da fila e dos gastos extras diminuem um pouco, mas os outros problemas são todos solucionados, tirando uma reclamação aqui ou outra ali que sempre terá.

posse de mesa

Você pode setorizar com nomes dos grupos mesmo (amigos da faculdade, amigos do trabalho, família da noiva, etc…), pode usar algum tema como cores, pássaros, flores, cidades, ou as mesas podem ser simplesmente numeradas e a recepcionista irá elencar os números que pertencem a aquela pessoa: “Boa noite Sr José, o Sr pode se acomodar nas mesas 3, 4 ou 5”

 

A segunda opção, mais usual e mais simples é a de reservar somente mesas muito específicas. Eu geralmente indico 1 para os noivos, onde sentarão os pais e irmãos, outra para família da noiva e outra para família do noivo. Claro que sabemos que existem casos de pais separados, brigas na familia, familias muito grandes, etc… por isso, veja qual é seu mínimo necessário e pode reservar dessa forma.

posse de mesa

Uma questão muito comum é quando os noivos querem reservar mesa para os padrinhos. Antes disso, lembre-se de se fazer as seguintes perguntas: meus padrinhos são amigos entre si? Eles não terão outros familiares ou amigos bem próximos na festa e irão preferir sentar com eles? Geralmente depois de responder essas perguntas a mesa reservada para os padrinhos deixa de existir.

 

Bom, eu disse no início que ia ser um post completamente parcial. Mas sei que existem mil motivos para que mesmo assim você opte em ter os lugares demarcados no seu casamento. Se for assim, tente fazer isso da melhor maneira. Como?

1 -Faça placas para as mesas que fiquem bem visíveis, dê preferência para porta retratos ou algum suporte alto para facilitar a visualização

2 – Invista em uma equipe treinada para fazer isso, não economize nesse momento já que essa é a sua vontade.

posse de mesaposse de mesa

Em todas as escolhas existem prós e contras, independente de qual for a sua, tenho certeza que será uma linda recepção!

Por:
Priscila Vicente
Produtora e organizadora de eventos.

 

Gostaram das dicas? Quem tiver dúvidas ou quiser enviar sugestões para os próximos posts, é só deixar nos comentários! ;-)

Um beijo,
Catita

 

Leia mais...

Disse SIM, e agora? Lista de convidados | Casamentando com Pri Vicente

Olá noivinhas,

A Pri Vicente, produtora e organizadora de eventos, e completamente apaixonada por casamentos, enviou dicas incríveis para ajudar vocês de forma bem prática no processo de organização desse momento tão Especial!

Essa semana ela vai nos falar de um dos primeiros e mais importantes itens a serem definidos, a sua lista de convidados, uma tarefa que parece difícil, mas seguindo os passos corretos, será a base de um dia Perfeito! Espero que gostem da novidade e vamos ao que interessa!

Disse SIM, e agora?

Coisas para definir é o que não faltam, vestido, igreja, buffet, padrinhos, cabelo, maquiagem, decoração, DJ, banda, lembrancinhas, docinhos, foto, vídeo, etc, etc, etc… ufa… parece que não vai dar tempo e é uma lista que não acaba mais… mas e ai? por onde começar?

Por nada disso… a primeira coisa que vocês devem fazer após definir que irão casar é algo nada glamouroso, nem romântico, e além de tudo dá um baita trabalho: se chama LISTA DE CONVIDADOS!

Lista de convidados

 

Sim, é a partir da lista que todo o resto vai se desenrolar. É com a sua Lista, alinhada a seu Budget, que você vai poder definir todos os outros itens do casamento!

Essa tarefa nem sempre é tão fácil quanto parece! Primeiro, você vai precisar da colaboração dos 2 envolvidos (casal) e às vezes até dos pais, que sempre querem convidar alguém ou dar palpite nos seus convidados!

Segundo, alguns desentendimentos podem começar a surgir por causa dessa tarefa, e frases desagradáveis do tipo “sou em quem está pagando”, “você só pode convidar número X de pessoas” ou até “se quiser convidar mais gente, pague você” são, infelizmente, muito comuns neste processo até chegar a lista final! O importante é manter a calma e ter paciência. 

Partindo para a parte prática, existem várias formas formas de se fazer a lista de casamento. eu sugiro seguir essa sequência:

1 – Lista TODO MUNDO

Sim, todo mundo mesmo. As vezes acontece de você perceber que todo mundo nem é tanta gente assim como você pensava…

Geralmente você acaba percebendo que todo mundo é muita gente sim, mas enfim, faça essa primeira lista com todo mundo mesmo, como se você não precisasse pensar em nada. Nem imagina se dá ou não para convidar, só sai colocando todo mundo que você gostaria que estivesse com você no dia do seu casamento! Depois, você acaba refinando se for necessário.

2 – Lista TODO MUNDO É MUITA GENTE

Essa segunda lista você vai começar a fazer alguns cortes.

Você vai tirar aquelas pessoas que você até conhece, mas se vocês estivessem participando do BBB e você tivesse que votar em alguém, seriam aquelas pessoas que você daria aquela velha e conhecida desculpa “eu não tenho nada contra essa pessoa, mas dos participantes da casa é a que eu tenho menos afinidade”. Geralmente é nessa segunda lista que a maioria dos casais param, mas ainda assim pode estar maior do que o orçamento permite.

3 – Lista MINIMALISTA (ou mínima-lista)

A famosa causadora de discórdia. Aquela em que você começa a entender a profissão de um técnico de futebol no último corte na seleção antes da copa do mundo.

lista de convidados

Nesse momento você poderá ter raiva do seu noivo, raiva porque você está cortando a sua melhor amiga do jardim de infância que hoje mora na Austrália e seu noivo está convidando aquele amigo chato e inconveniente – ainda por cima com 2 convites individuais! Afinal, ele sempre está namorando, cada dia com uma – ou raiva dos seus pais que estão convidando aquele tio que você lembra de ter visto um vez na vida, no seu aniversário de 5 anos, e que provavelmente te deu um saquinho de meias de presente.

É aquela lista em que realmente começa a doer o coração cada pessoa que é riscada dela, que te faz parar com qualquer plano de fazer novas amizades, mudar de trabalho ou iniciar algum curso novo!

 

De trás pra frente

Eu sempre dou a sugestão em começar pela primeira lista e ir cortando aos poucos. Mas tem gente que prefere fazer o caminho inverso, fazer a lista mínima primeiro, aquelas pessoas que não podem deixar de convidar MESMO, e depois vai incluindo, assim a sensação fica melhor, de incluir pessoas e não de cortar. O problema nesse caso é que na hora de incluir, você nem sempre lembra de TODO mundo e aí pode incluir pessoas e acabar esquecendo de outras, o que pode gerar problemas futuros!

 

Noivos atarefados, convidados esquecidos

Aliás, esquecer gente também é algo muito mais comum do que parece, por isso sempre é bom mandar imprimir uns convites a mais e já ir preparando as desculpas.

Por exemplo, quando encontrar pessoas que você terá que convidar, mas se esqueceu completamente, a desculpa mais tradicional é: “não sabia que ia te encontrar hoje e deixei seu convite na outra caixa lá em casa”. Quando essa desculpa não pode ser usada, vale fingir que está procurando o convite dela(e) na caixa, e depois fazer cara de desentendida e dizer: “acho que ficou por engano na caixa do noivo”.

 

Taxa de quebra

De qualquer forma é importante vocês lembrarem que a quebra (falta de pessoas) não é tão baixa assim, normalmente varia de 20% a 30%, e pode ir para mais ou para menos dependendo da data, local, convidados de outra cidade, etc…

Isso significa que geralmente para um casamento de 200 pessoas, podem ser convidadas em torno de 250 pessoas ou até mais.

Aqui embaixo o modelo de lista que eu sigo com os noivos, lembre-se que ele será usado por muita gente (calígrafa, RSVP, recepcionista, assessora, etc…) e para cada um uma parte é importante, quanto mais completa, menos chance de você ter que refazê-la posteriormente!

exemplo-lista-casamento

 

Não tem certo ou errado, tem vocês no controle!

Nesse processo de fazer a lista, que a princípio era algo simples, você vai se deparar com muitas dúvidas.

Uma delas pode ser: “Faço algo mais simples e convido mais gente? Ou faço do jeito que sempre sonhei e convido um número restrito de pessoas?”

Saiba, não tem certo ou errado! Não se julgue e não julgue outras pessoas por essas escolhas. Não se sinta mal por optar em realizar seu sonho, nem se sinta mal por largar mão do que sempre quis para ter perto de vocês pessoas que você julgava importante naquele momento!

lista de convidados

Na vida de casado, por muitas vezes você terá que fazer o mesmo: escolhas que podem te fazer abdicar do seu sonho em prol do seu casamento ou escolhas que irão sacrificar um pouco seu cônjuge em prol dos seus sonhos.

Fazer a lista de convidados pode ser um processo chato se passarem despercebidas as oportunidades que se tem de já dar início ao treino para uma vida a dois!

 

Por:
Priscila Vicente
Produtora e organizadora de eventos.

 

Gostaram da dica? Se tiver dúvidas ou quiser enviar sugestões para os próximos posts, é só deixar nos comentários! ;-)

Um beijo,
Catita

Leia mais...
Facebook Twitter Instagram Pinterest RSS Facebook Twitter Instagram Pinterest RSS