Bar e Bebidas


Bebidas alcoólicas no Casamento | Casamentando com Pri Vicente

Hoje gostaria de falar de um assunto que vejo gerar muitas dúvidas sempre entre os casais: Bebidas alcoólicas!

Seus convidados definem!

As dúvidas são muitas, desde quantidade até variedade do que servir. São tantos fatores que envolvem para definir esses pontos, que nem sei se consigo passar tudo por aqui, mas basicamente quem vai direcionar isso são seus convidados!

Lógico que dia, local e horário da festa também influenciam bastante. Mas os convidados são 80% nesse quesito.

Uma vez, quando apresentei a conta que costumo fazer para as bebidas, um noivo me disse “mas meus amigos bebem MUITO… essa conta não vai dar”. Eu perguntei a ele quantos eram esses amigos que bebiam muito. Tive que insistir muito até ele pensar e dizer: Uns 15… Era um casamento para 400 pessoas.

Esse é um bom exemplo para entendermos que quando vamos pensar nos nossos convidados, não estamos falando daqueles que saímos para beber na quinta a noite… Mas sim de TODOS os convidados!

 

Os Buffets geralmente oferecem água, suco e cerveja no cardápio, de qualquer forma, se atente ao contrato para ver se consta a cerveja la!

Uma vez tive uma noiva que não queria servir cerveja de jeito nenhum no casamento, disse que quem queria beber cerveja que fosse ao boteco.

Insisti para ela e volto a dizer aqui caso alguém esteja pensando em fazer o mesmo, a cerveja é uma bebida que agrada a grande maioria, é leve em álcool, e talvez a falta desse item faça com que seus convidados exagerem mais do que deveriam e acabem com a festa mais cedo do que você gostaria.

 

A grande dúvida que vejo em relação a cerveja na verdade é que alguns casais preferem optar por chopp ao invés de cerveja. Se esse é o seu caso, gostaria de colocar alguns pontos para que avalie junto ao espaço/buffet que será responsável por servir esse item.

Primeiro, o bar já tem estrutura para chopp ou seria tudo locado? Segundo, a quantidade de torneiras de chopp daria vazão a quantidade de seus convidados? Terceiro, o que garante que o chopp vai estar gelado sendo passado pelo salão?

Enfim, esses são alguns pontos que devem ser abordados, eu nunca confiei muito no chopp em um evento para mais de 100 pessoas, e preferia garantir a cerveja. Quando os noivos insistiam no chopp, eu acabava deixando cerveja de backup. Vai que a torneira falha… não é mesmo?

Acredito que whisky e espumante são os itens que a grande maioria dos noivos levam para a festa. Falando em quantidade: whisky 1 garrafa para cada 12 convidados, espumante 1 garrafa a cada 3 convidados.

Já vi pessoas questionando sobre levar mais de uma variedade desses itens.

Por exemplo, pode levar um whisky Jack Daniels e outro Johnnie Walker? Eu sempre digo a mesma coisa: se for levar 2 tipos de whisky ou de espumante que seja para tentar agradar os convidados! Nunca compre, por exemplo, uma quantidade X de black label e mais um pouco de red label caso acabe o black, pode ficar feio.

Se for para levar 2 tipos eles devem ser servidos simultaneamente desde o começo da festa, para os convidados poderem optar. No caso de whisky, é legal se forem marcas diferentes, por questões de gosto. Já o espumante, vale se for rose e branco, ou brut e demi sec.

Muitas noivas, principalmente que não gostam de espumante seco, tendem a querer optar por um espumante doce/suave, cuidado se esse for o seu caso, o espumante doce tende a “empapuçar” um pouco os convidados!

 

Vinho Tinto? Apesar de ser uma grande apreciadora de vinhos, nunca aconselhei meus noivos a levarem vinho para o casamento. Realmente não acho ser uma bebida que combine com a ocasião. O vinho dá um pouco de sono e desânimo.

Pode ser uma boa pedida para a festas que irão acabar após o “almoço ou jantar” e não irão se estender para a “balada”. Caso por algum motivo específico você faça questão de vinho tinto na festa, indico servir somente durante o jantar, e a conta é igual do whisky: 1 garrafa para cada 12 pessoas.

 

E o bar de caipirinha? O bar de caipirinha é muito visual, dá um super charme quando bem montado, mas geralmente os preços são altos para o verdadeiro consumo!

 

É sempre gostoso ter a opção, mas não acho que faz tanta falta assim! Vale a pena investir quando tem muitos convidados que não bebem álcool, porque o bar de caipirinhas geralmente oferece opções sem álcool, também muito gostosas por sinal!

Uma coisa que devo atentar aos noivos aqui é lembrar que geralmente no valor do bar de caipirinhas não está embutido o serviço de doses de bebida, então nesse caso não seriam liberadas doses de vodka para servir com energético por exemplo.

Para isso os buffets geralmente cobram um valor a mais, e fazendo as contas pode ser que valha a pena levar a vodka por fora!

Atenção: tente levar a mesma vodka que o seu bar de caipirinha irá servir, pois se você levar uma vodka melhor para dose, as pessoas podem acabar pedindo para fazer caipirinha com ela e não será suficiente!

Se você quiser um bar, mas não fizer questão de caipirinhas, o bar de drinks está muito na moda e com uma aderência muito legal! Aperol, Negroni, Gin tônica, são algumas das opções coloridas e bem cotadas para o bar de drinks!

 

Outros “mimos” alcoólicos: rodadas de shots no meio da pista sempre fazem a cabeça dos convidados! Pode ser pinga, tequila, etc. Vale a pena caracterizar os noivos ou os garçons que entrarão na pista nesse momento. Por exemplo, se for tequila, maracas e sombrero, se for pinga, chapéu de palha.

As músicas também podem e devem combinar com esse momento para chamar a atenção dos convidados…

 

Outro mimo são os licores na mesa de café. Pouquíssimos buffets oferecem, geralmente são os noivos que devem levar.

 

Último conselho, com essa variedade de bebidas e adrenalina a mil, peço atenção especial aos noivos, cuidado para não darem “PT” e acabar com o casamento mais cedo por besteira, alternar sempre com bastante água e coca cola, ter um garçom “sombra” bem instruído é fundamental, lembre-se disso!

Espero ter ajudado um pouquinho com as dicas, mas sei que cada caso é um caso e às vezes ainda restam dúvidas, então não hesitem! Deixem as dúvidas nos comentários que terei o maior prazer em responder ;)

 

Por:
Priscila Vicente
Produtora e organizadora de eventos na empresa Antes do Sim consultora especializada.

Leia mais...
Casare - Seu Site de Casamento mais Elegante!

Casando Grávida | Casamentando com Pri Vicente

Apesar de casar e ser mãe terem sempre sido meus maiores sonhos, confesso que eles dois acontecendo juntos estava mais perto de se tornar um pesadelo.

É um turbilhão de sentimentos e dúvidas que passavam na minha cabeça naquela hora… além das mil dúvidas tradicionais que a maioria das noivas já tem, ainda tinha mais um monte de coisas para pensar, como: que mês da gestação é melhor casar? Será que as pessoas vão achar que só estamos casando por causa do bebê? Será que casamos antes ou depois do bebê nascer? Posso casar na igreja se estiver grávida?

Enfim, as dúvidas se multiplicavam na minha cabeça… então resolvi dividir com vocês a minha experiência, acredito que não existem regras nesse caso, mas trocas de informações são sempre válidas, onde eu acho que acertei ou errei, podem ajudar outras noivas mamães por aí.

 

Diário de uma noiva mamãe

Primeira dúvida depois que decidimos nos casar foi: casamos antes ou depois do bebê nascer???

Casar depois me parecia o melhor a ser feito, afinal, a chegada de um bebê já dá tanto trabalho, inserir nesse momento a tarefa de organizar um casamento, não seria nada fácil, fora que mil coisas pesam nesse momento: não era o meu ideal de noiva casar barriguda e acima do peso, eu queria curtir, dançar e pular na minha festa de casamento até o final, queria ter tempo e dinheiro programados para escolher cada item e não fazer tudo às pressa.

Enfim, estava quase optando por casar quando meu filho tivesse 2 ou 3 anos, mas fui conversar com uma grande amiga que também havia passado por essa situação, e o que ela me falou, “desceu redondo”.

Ela disse que apesar de ter optado casar antes da filha dela nascer por outros motivos, hoje ela não se arrependia, pois se deu conta que a maior emoção do mundo é ver um filho nascer, depois disso qualquer outra coisa vai se tornar menor, e o sentimento que se tem no casamento é muito bonito, vale a pena senti-lo plenamente.

Isso me fez razão, me fez sentido, falei com meu noivo (hoje marido) e optamos por casar antes do Pedro nascer!

 

Mas então, quando?

Optei por estar aproximadamente de 5 meses, acho que essa foi uma ótima escolha! Primeiro pq acredito que o segundo trimestre seja o mais ideal para o casamento. A energia está revigorada, foi a melhor época da minha gestação, e ouço muitos testemunhos que também foi para outras mamães.

Minha barriga apareceu muito cedo, o que não é comum para primeira gestação, muitas chegam ao quinto mês sem nem parecer grávida, o que pode ser um ponto positivo para se casar nesse período também. Outra coisa que me favoreceu casar nesse período, tive 5 meses para focar só no casamento, e depois ainda me sobrou tempo para focar só no bebê (quartinho, enxoval, etc…) não precisei ver as coisas juntas, acho que foi muito bom.

 

Vestido de noiva

Já uma coisa que não fui muito feliz foi na escolha do meu vestido, não pelo resultado final em si, mas pelo processo mesmo. Por estar grávida, ser uma mulher alta e não ter dinheiro nem muito tempo para primeiro aluguel, achei que seria muito difícil achar um vestido que caísse bem em mim, coloquei isso na minha cabeça, e fui atrás do vestido, resultado, acabei optando pelo primeiro vestido que eu achasse “Ok” e estivesse dentro do budget, para ser mais clara, me satisfiz com pouco, sem precisar.

Não sei se foi algo meu ou se a maioria das noivas sente essa “culpa” de estar gastando dinheiro com casamento, eu não me sentia muito com esse “direito” já que tinha tanta coisa para ver para o bebê! Mas hoje percebo que se tivesse optado por um budget um pouco maior para o vestido de início, teria sido muito melhor!

Esse é um item muito importante para qualquer noiva ainda mais para uma noiva grávida, se sentir bonita é fundamental, mas estar confortável nesse momento é ainda mais!

 

Só me dei conta disso durante as minhas provas, afinal eu nunca havia ficado grávida, não sabia como as coisas seriam dali para frente… conforme as provas foram acontecendo, a barriga foi aumentando e o cansaço também, o vestido foi pesando, eu não aguentava ficar em pé mais de 5 minutos com aquele vestido, a menos de 1 mês do meu casamento decidi trocar de vestido.

Acabei ficando com o único vestido da loja que me servia e custava o dobro do primeiro. Não que eu ache que eu tenha ficado feia nem nada, mas se soubesse que ia gastar o tanto que gastei com certeza teria achado algo muito mais “a minha cara”.

Coisas que eu acho importante para o vestido: pense em um vestido mais leve e de preferência com alça, o tomara que caia tende em apertar e sobrecarregar o peso bem na barriga.

 

Melhor horário

Outra coisa que acho que foi muito bom: optamos por casar durante o dia, mas em um horário que eu pudesse fazer as coisas com calma, me alimentar bem, e não estar morrendo de fome na hora da cerimônia.

Quer queira quer não, o dia da noiva é um dia corrido. Se programar com a alimentação vai garantir que você curta sua festa tranquilamente! E começar a festa um pouco mais cedo garante que você consiga aguentar até o final!

 

Sapato ideal

O sapato foi bom também. Optei por um sapato baixo, claro, eu tenho 1,80 m não preciso me preocupar com isso, mas para as de nós que precisam de um salto para se sentir bem, pense em um salto grosso. Lembre-se que o que é visto do seu sapato é no máximo bico.

De qualquer forma, se não for distribuir rasteirinhas ou algo do gênero na sua festa, garanta algo mais confortável para você “descer do salto sem sair do salto” após um período de festa… mesmo eu que estava de sapato baixo, troquei logo pelas havaianas! Afinal, sapato novo é sempre sapato novo, né? rsrs

 

Cerimônia

O celebrante, por incrível que pareça é uma parte importante para você que está grávida também! Conversar com ele para não falar muito é providencial nesse momento. Ficar muito tempo de pé é mais exaustivo quando se está grávida.

O padre do meu casamento falou bastante, eu cheguei a suar frio. Na correria que estavam meus dias, não tive muito tempo de ir ver as cerimônias para escolher um celebrante. Acabei pegando um por indicação e esqueci desses detalhes.

Minha cerimônia foi longa, chegou um momento que toda aquela emoção foi indo embora e tudo o que eu queria era uma cadeira para sentar. Dei sorte de cerimônia acabar bem nesse momento, mas podia ter sido um pouco menor!

 

Drinks sem álcool

Hoje em dia muitos bares proporcionam drinks deliciosos sem álcool, e você pode curtir com algo diferente de água no seu grande dia! Por termos casado em um domingo a tarde, optamos por não ter bar de drinks. Não tive essa opção no meu casamento, mas logo depois fui em um casamento de uma amiga que tinha e me acabei nos “virgin drinks”, são deliciosos!!!

 

Esses para mim foram os principais pontos altos e baixos da minha cerimônia e festa de casamento, espero ter ajudado outras noivas que estão passando pela mesma situação!

 

Curta cada momento!

Se posso dar um último conselho, seria de tentar curtir cada momento normalmente. Tente não se deixar abater pela pressão de tempo, corpo, boatos, etc.

Curta o seu momento, ele é SEU e de mais ninguém! Quando me dei conta disso, de quanta coisa a vida estava me dando (um marido maravilhoso que me ama e que eu amo, um filho saudável fruto de muito amor, são só algumas), escolhi a música que eu ia entrar na cerimônia, que diz mais ou menos assim: “Graça à vida, que tem me dado tanto…”

 

Por:
Priscila Vicente
Produtora e organizadora de eventos na empresa Antes do Sim consultora especializada

 

Leia mais...

Refrescância e beleza: Água aromatizada

Olá, Casamenteiras!

Muito calor por aí? Parece que os dias quentes chegaram com tudo, pensando nisso, os casamentos em dias quentes pedem alguns preparativos especiais para receber os convidados com charme e refrescância.

A nossa dica de hoje é para os welcome drinks em cerimônias ao ar livre. São inúmeras as possibilidades de bebidas e drinks para a recepção ser muito agradável e para que todos aproveitem cada minuto desse dia tão especial, mas hoje, vamos falar um pouco da charmosa e saborosa água aromatizada.

Faça você mesmo!

Acrescente as frutas de sua preferência à água, com algumas pedras de gelo. Deixe na geladeira por no mínimo 3 horas antes de servir para aromatizar a água. Não exagere nas frutas e ervas para não exagerar no sabor.

Dica: Utilize somente dois ingredientes por água aromatizada. Por exemplo, duas frutas ou uma fruta e uma erva por jarra.

  • Frutas e legumes: lima da pérsia, melancia, melão, laranja, limão, morango, pepino, kiwi, abacaxi, carambola e amora.
  • Especiarias: cravo, canela, capim-limão, anis-estrelado, manjericão, hortelã, alecrim, sálvia.
  • Cascas de frutas em espiral para decorar: desde que sejam orgânicas, ou seja, livre de agrotóxicos.

Com a prática você irá perceber as melhores combinações e quais ingredientes podem ser combinados em maior quantidade, isso também fica a gosto de cada pessoa.

Algumas fotos para você se inspirar:

christine-clark

Foto: Chistine Clark

jen-rodriguez-photography

Foto: Jen Rodriguez Photography

lauren-kinsey-fine-art-weddings

Foto: Lauren Kinsey Fine

marisa-holmes-photography

Foto: Marisa Holmes

53d962eaae4e6x900 jk

Leia mais...

Dicas para casamentos em dias quentes!

No post de hoje separamos algumas dicas para quem vai casar em dias com temperaturas muito altas!

Olá, Casamenteiras!

O Brasil é um país que possui um clima quente em maior parte de suas estações. Já estamos no fim da primavera e os dias quentes já estão chegando com tudo! O verão está batendo em nossa porta e muitos casais fazem a opção de casar nessa época do ano. Mas, e agora? Como fazer para deixar os convidados confortáveis sem passar calor?

Para que tudo saia como planejado e todo mundo fique bastante aconchegante, pedimos ajuda das especialistas em casamento Fabiana Pinheiro (Assessora de eventos e decoradora), Mirian Rocha (Consultora de Culinária) e Soraya (Coach financeiro para noivas) , que nos ajudaram com dicas para casamentos em dias quentes.

  • Decoração: “Cuidado especial com as flores. Elas podem ficar murchas com as altas temperaturas. O ideal é sempre deixar o fundo do vaso com água. Espalhe ventiladores pela festa (se forem local aberto) ”. Fabiana Pinheiro

568d849a7ca33x900 diana-mcgregor-photography

  • Para ajudar no calor, algumas ideias criativas sempre são bem-vindas, conta a Assessora de eventos Fabiana Pinheiro: “Coloque em um cesto guarda-sol para que os convidados possam se proteger, leques para que eles possam se abanar, protetor solar, água saborizada e até mesmo uma carrocinha de picolé para refrescar durante a cerimônia”.

audrey-snow-photography sandra-brzezinski

  • Lembrancinhas criativas são muito bacanas para já ajudar no conforto dos seus convidados durante a recepção: “Que tal presentear seus convidados com óculos de sol? Outra boa dica são os chapéus panamá. As fotos ficaram super estilosas. O tradicional chinelo também é um presente essencial”. Fabiana Pinheiro

josh-gruetzmacher-photography sally-pinera

  • O cuidado com o buffet e com os doces também merecem muito carinho e cuidado explica a Consultora de Culinária Miriam Rocha “No calor todo o cuidado é pouco com a mesa de doces. Escolha por opções que sejam mais resistentes e que não estraguem fácil. O chocolate não precisa ser evitado. Ele pode vir em versões como trufas ou combinado com frutas da estação. O bolo deve ser leve, uma ótima opção é o naked cake”.

california-wedding-10-081416mc naomi_kenton_128x900

  • Algumas dicas financeiras muito importantes! “Casar no verão é uma ótima opção. Pode ser mais barato, já que você pode aproveitar a luz do dia. Com o calor as pessoas bebem mais líquido e os drinks são mais leves, invista em bebidas geladas e coquetéis sem álcool, o que também irá diminuir os custos do casamento. O vestido da noiva também é mais simples e com tecido mais leve. O cardápio também pode ter uma quantidade maior de frutas e alimentos saudáveis e isso irá contribuir para o orçamento reduzido”. Soraya ,Coach financeiro para noivas

savan-photography california-wedding-12-081416mc

Leia mais...
Facebook Twitter Instagram Pinterest RSS Facebook Twitter Instagram Pinterest RSS