Higiene


Toxoplasmose e a gravidez

Oi Casamenteiras, tudo bem?

A toxoplasmose é uma doença causada por um parasita que está presente em carnes cruas, verduras, legumes e frutas, um adulto infectado pode muitas vezes nem perceber que teve a doença, e quando percebe os sintomas são de uma gripe comum, manchas vermelhas no corpo, gânglios inchados, muito raramente pode evoluir para um quadro mais grave.

Já em mulheres grávidas, o perigo é real. Quanto menor o tempo de gestação, maiores os danos que podem ser causados ao feto/bebê. A toxoplasmose durante a gravidez pode causar desde um aborto espontâneo, até deficiências permanentes de visão, audição, dentre outras consequências graves ao bebê. Todo cuidado é pouco!

Uma vez que você pegou essa doença você se torna imune a ela, normalmente os médicos pedem um exame para saber se você tem anticorpos no início da gestação e pedem novamente em outros períodos para garantir que você não contraiu durante a gestação.

Quem ama gatos põe o dedo aqui! Esses bichinhos tão fofos e espertos são minha paixão! Eu amo! Mas é importante falar sobre os cuidados que devemos ter no contato com essas fofuras durante a gestação para evitar a temida toxoplasmose. Os gatos domésticos e outros felinos são hospedeiros do parasita que causa a doença, a transmissão da doença se dá através do contato com as fezes do animal, e o parasita atinge o ponto onde a transmissão pode acontecer após 24 horas. Portanto, se a caixinha de areia do gato for limpa todos os dias, o ideal é mais de uma vez por dia, já diminui muito o risco de contaminação. Durante a gravidez, o ideal mesmo é que a grávida não faça essa tarefa, mas se for impossível fugir dela, use luvas e lave muito bem as mãos depois.

grávida com gatinho

Gatos de apartamento dificilmente estão infectados com a doença, ela é bem mais comum em gatos que vivem soltos e caçam passarinhos e outros bichos contaminados.

Os meus gatos (Mel e Fubá) vivem com a minha mãe no interior de São Paulo, levam a vida que todo gato pediu a Deus, subindo em árvores, tomando um solzinho no gramado do quintal e caçando alguns passarinhos de vez em quando. Portanto, durante a minha gravidez toda eu tomei muito cuidado no contato com eles, não pegava no colo e nem ficava muito perto, gerou até uma ciumeira da parte deles, depois que as crianças nasceram eu tive que reconquistar eles, foi trabalhoso, mas deu tudo certo.

gatinhoNesse assunto da toxoplasmose, os felinos acabaram levando a fama de vilões, mas os campeões de transmissão dessa doença na verdade são os alimentos. Carnes mal passadas e verduras, legumes e frutas mal lavados.

Eu sou louca por quibe cru, é uma das minhas comidas favoritas! Passei muita vontade de comer durante a gravidez toda! Tanta vontade que o marido pediu um delivery para eu comer ainda na maternidade depois que as crianças nasceram! Este é um cuidado que toda grávida deve ter, lavar muito bem todos os alimentos que for consumir e carne só muito bem passada!

O peixe cru, não transmite toxoplasmose, as grávidas amantes de comida japonesa podem comer tranquilas, o cuidado nesse caso é com a procedência do peixe, procure frequentar restaurantes bons, que você já conhece e sabe que servem peixes frescos, o perigo do peixe cru é a salmonela, uma bactéria forte, que causa uma virose violenta, desidrata um adulto em questão de horas, e durante a gravidez pode complicar um pouco mais. É bacana destacar também que a gestante deve maneirar no molho shoyu, que tem muito sódio e pode contribuir para o aumento da pressão arterial.

Gravidinhas, cuidem-se!

Beijos,

Kaká

Leia mais...

Filha cacheada de mãe lisa!

Olá Casamenteiras, tudo bem?

Hoje vou falar sobre os cachinhos lindos que vemos por aí e como cuidar deles! Esse post foi inspirado em mim mesma quando criança e na Duda, a minha mãe tem aqueles cabelos de índia sabe? Bem lisos e com fios bem grossos, completamente diferentes do meus fios fininhos e cacheados. E a Duda é filha de um casal querido de amigos, ele é mestiço, filho de japonês, ou seja, mais liso impossível, e ela tem o cabelo completamente liso, já a Duda tem aqueles cachos de chorar de lindos, bem definidos. Pode ser um desafio para as mamães cuidar desses cachinhos sem poder contar com a própria experiência!

Vamos lá! A mamãe cacheada vai te ajudar!

Fonte: Dollar Photo Club

Fonte: Dollar Photo Club

 

Lição número 1

Pentear só na hora do banho! Sim, cabelos cacheados só podem ser penteados quando estão molhados, senão os cachos perdem a forma, o cabelo arma e vira um desastre! Dê preferência aos pentes de madeira e com dentes largos, eles ajudam a não desfazer o caminho natural dos cachos.

Lição número 2

Hidratar, hidratar e hidratar. O segredo para que os cachos fiquem bem definidos, bonitos e com aquele movimento maravilhoso é a hidratação. Existem linhas de produtos infantis especializados em cabelos cacheados. Vale a pena procurar e testar. Claro que as pequenas não aguentam ficar com uma toca na cabeça fazendo hidratação, provavelmente nem por um minuto, mas também não acho que seja o caso. Um bom condicionador já dá conta do recado.

Lição número 3

Deixem o cabelo crescer, com o peso natural dos cabelos mais compridos, aquele volumão vai se assentando e fica cada vez mais bonito! Depois, vale a pena procurar um profissional que tenha experiência com os cachos para os cortes necessários. Eu fui procurar um bom cabeleireiro depois de velha e se eu tivesse feito isso na adolescência por exemplo, com certeza eu teria me apaixonado antes pelos meus cachos.

Lição número 4

Invista em acessórios. Flores, laços, faixas, chucas. Maria chiquinha com aqueles cachinhos pulando é a coisa mais fofa do mundo!

Lição número 5

Incentive sua pequena a gostar do próprio cabelo! Mostre a ela na rua, revistas, televisão quantas mulheres lindas que tem cabelos cacheados. Curta os cachos junto com ela, inventem penteados, mostre nas festas que todo mundo tenta ficar com cachos para ficar mais bonita. Hoje eu amo de paixão meu cabelo, mas quando eu era pequena e depois adolescente, tudo que eu queria era ter os cabelos lisos como os da minha mãe, ou das amiguinhas da escola. Criança tem uma necessidade natural de se misturar, de ser igual. Levou bastante tempo até eu aprender a cuidar e principalmente aceitar e amar os meus cachos.

Fonte: Dollar Photo Club

Fonte: Dollar Photo Club

 

A Nina nasceu com pouquíssimo cabelo, lá pelos dois meses caiu o pouco que tinha, ela ficou totalmente careca! Começou a ter cabelo de verdade perto dos 12 meses. Hoje já dá para fazer uns coqueirinhos bem fofos, e começaram a aparecer uns cachos! Estou amando! Não vejo a hora de brincar de boneca fazendo tranças e penteados na minha princesinha!

E um alerta! A Tati, minha amiga e mãe da Duda, vivia pedindo, brincando na verdade, que queria um cachinho da Duda, um que ela tinha bem na frente, fofo, perfeitinho, não é que um dia a Duda pegou uma tesoura de escola e cortou o cachinho para dar para a mamãe? Hahaha Cuidado com as brincadeiras meninas! Não temos idéia do que um filho é capaz para agradar uma mamãe “pidona”. Rsrs!

Alguém tem mais dicas? Deixem nos comentários!

Beijocas,

Kaká

Leia mais...

Soluções sustentáveis para seus pets

Hoje em dia se fala e pratica muito a sustentabilidade. Adotar medidas de proteção ao meio ambiente já faz parte da nossa vida, mas que tal estender isso para a vida do seu pet? Ele também pode ajudar a cuidar do planeta!

Indo além da separação de lixo, do descarte correto de óleo de cozinha, produtos eletrônicos, pilhas, aerosóis, e do uso consciente dos recursos naturais, existe hoje uma gama de produtos sustentáveis também para o seu bichinho de estimação. E nós listamos sete deles pra vocês conhecerem:

cachorro-sustentavel-OK

1. Ecofralda para cachorros
Sim, é possível encontrar fralda canina  no mercado. E mais: 100% oxibiodegradável. Há versões diferenciadas para machos e fêmeas e serve apenas para xixi, por isso tem um orifício anatômico que não incomoda o rabo. A ideia é proporcionar mais higiene em passeios, viagens, pós-operatório e em cachorros com incontinência urinária. No caso dos machos, evitam estrago de móveis e outros objetos com a típica demarcação de território.

2. Cosméticos
A linha da Eco Cosméticos  inclui shampoos, desembaraçadores e sabonetes naturais para cachorros, gatos e cavalos. A proposta é usar produtos naturais para “higiene e embelezamento de animais” a base de (nada menos que) extratos amazônicos, extraídos de forma responsável e certificada, segundo a fabricante.

3. Vinhoterapia
Parece que vinho também faz bem para outras espécies. A Empório Pet  criou uma linha baseada nos “segredos e benefícios” da vinhoterapia, composta por shampoo higienizador, perfume e até máscara revitalizante para os pelos, que ficam mais macios com o poder antioxidante das uvas… Sessão de beleza e relaxamento pro seu pet também!

4. Casinha pet
As casinhas da Ecobichos  são fabricadas com papelão que vem de fontes certificadas pelo FSC (Forest Stewardship Council). Segundo o fabricante, o material é antialérgico e previne o acúmulo de pelos causadores de fungos. Elas duram em média seis meses se usadas em ambiente coberto e seco.

casas-pet

5. Almofadas
Fabricadas pela marca Harry Barker , as almofadas para cães e gatos são feitas com algodão livre de agrotóxico, sem produtos químicos ou corantes artificiais. A marca também fabrica coleiras feitas com plástico 100% reciclado.

6. Sem espaço
Para substituir a tradicional areia para gatos, a proposta é um granulado higiênico feito com bagaço de cana, por isso biodegradável. O Cat Pellet  absorve até 4 vezes mais e não suja as patas do animal, promete o fabricante.

7. Alimentos orgânicos
Alimentos orgânicos para cachorro? Tem também. A empresa Organicão , de São Paulo, prepara e entrega comida saudável para quem quer fugir das rações industrializadas, com componentes transgênicos, conservantes e aromas artificiais. Um dos “pratos” é músculo bovino com ovos, abobrinha e óleo de canola. A empresa diz que as receitas contêm apenas fontes proteicas de fácil digestão. 

ORGANICAO-OK

Fonte: Super Abril
Imagens: SXC.HU/ Divulgação/ Divulgação)

Leia mais...

Cuidados com os dentes do bebê

Quando nasce o primeiro dentinho do seu filho já é hora de começar a cuidar da higiene da boquinha dele. Mas muitas mamães têm dúvidas de como escovar, se deve escovar, etc… por isso achei este post pertinente. O que eu sugiro é que, além de se informar de como cuidar dos dentes do bebê, também consulte um odonto pediatra a cada seis meses. Abaixo um resumão de algumas informações que achei mais importantes no Baby Center:

cuidados-com-dentes-bebe

Quando devo começar a limpar os dentes do meu bebê?

Se quiser começar a limpar a boca do bebê mesmo antes de o primeiro dentinho nascer você pode, assim ele já vai se acostumando. Eu sinceramente nunca fiz isso, inclusive o pediatra dos meus filhos disse que não há necessidade. Que quiser fazer deve saber que a limpeza pode ser feita com gaze ou uma fraldinha de pano molhada em água filtrada.

Quando o primeiro dente nascer daí sim é hora obrigatória de começar a limpeza. Nos primeiros dentinhos sempre usei uma fraldinha de pano, mas você também pode usar aquelas dedeiras (devem ser esterilizadas diariamente)

Que escova e creme dental devo usar?

Como eu, muitas mães acham mais fácil limpar os dentes do bebê com um pedaço de gaze ou com um paninho enrolado no dedo. Vale também as dedeiras. Mas o momento certo de começar a usar a escova de dentes é quando os dentes do fundo aparecem, neste momento a gaze já não resolve. Creme dentar sempre sem flúor para os pequenos, porque daí não precisa cuspir.

Qual é a maneira correta de escovar os dentes do bebê?

Coloque uma quantidade mínima de pasta na escova, suficiente para formar uma fina camada sobre parte das cerdas (o equivalente a meio grão de ervilha). Escove cada dente cuidadosamente, fazendo suaves movimentos circulares na área em que os dentes encontram as gengivas.

Quando devo começar a levar meu bebê ao dentista?

O pediatra dos meus filhos recomenda a cada seis meses.

Foto: Natcofarma

 

Leia mais...
FacebookTwitterInstagramPinterestRSSFacebookTwitterInstagramPinterestRSS