Apesar de serem praticamente da família, precisamos ter a consciência de que os cães devem ser alimentados como tal. E acredite: isso é para o bem de todos. É melhor para o seu cãozinho e para a sua família também que ele se alimente de maneira correta.

Então fique ligada nos cinco principais erros dos donos na hora de dar comida ao pet. E nada de coração mole na hora de encarar o olhar de pedinte que só um cão sabe fazer para pedir um petisco.

Erro número 1: Dar um pouco da sua comida ao cachorro durante a refeição

Este é o momento mais difícil de resistir aos olhos pidões. Imagine que para o cachorro, nossa comida é muito mais atraente que para nós (que já é bastante chamativa), já que eles têm 300 milhões de receptores olfativos, enquanto os humanos têm somente 6 milhões. Claro que eles vão querer um pedacinho, não é mesmo?!

Mas as comidas que não são próprias para os cães podem ser muito saudáveis para a gente e fatais para eles. Como o tomate, por exemplo, que pode ajudar no desenvolvimento de úlceras dolorosas para os nossos amigos. E claro, além de tudo isso, tem o fator comportamental. Como querer educar um animalzinho, cedendo a todas as suas vontades?

Erro número 2: Escolha errada da ração

Se o seu cachorro come somente ração, ótimo. Mas é preciso escolher o alimento ideal. Existe no mercado inúmeras marcas que oferecem nos rótulos verdadeiras promessas de felicidade para o cão e para o dono. Mas é preciso sempre contatar um bom veterinário para saber qual a escolha certa.

Por exemplo, a coloração que deixa a ração mais atraente e mais cheirosa é rica em sódio, o que não é saudável. Portanto, prefira as de grãos mais marrons, sem corantes. Além disso, é sempre mais saudável a ração seca. Além de serem mais prática e de maior durabilidade, o atrito com os dentes ajuda na eliminação de tártaros.

Erro número 3: Dar ossos sem supervisão

Primeiro: ossos não são bem vindos na alimentação canina. Segundo: muito menos sem a supervisão do dono. A maioria das pessoas já sabe que os ossos de galinha são verdadeiras armas pois se transformam em lascas que para o estômago do cão são navalhas. Ou podem trancar na garganta e cortar seriamente. Mas os outros tipos de ossos são encarados naturalmente. É aí que a gente se engana.

Claro que, assim como a ração seca, eles são aliados na higiene bucal no que diz respeito aos tártaros. Mas os pequenos fragmentos podem cortar a boca, a língua e a gengiva e machucar o animal. E claro, é melhor dar um osso específico para cães, destes vendidos em pet shop.

Erro número 4: Petiscos

O erro com o petisco funciona mais ou menos como a ração. Apesar de serem específicos para cães, muitos contêm substâncias nada saudáveis. E além disso se dados em exagero podem causar obesidade, que leva a uma série de outros problemas.

E claro, ceder aos caprichos de um cão mal acostumado não é nada bom.

Erro número 5: Pote de ração sempre cheio

O ideal é que seu cão tenha uma rotina alimentar. Duas ou três vezes ao dia, dependendo da recomendação do veterinário. Deixar o pote sempre cheio resulta em uma alimentação desregrada e incentiva o animal a comer mais do que o necessário. Afinal, a comida está ali para comer, não é mesmo?!

 Mudar a alimentação é simples. Basta ter responsabilidade como se fosse com um filho. Eles exigem cuidados especiais. E claro, essa mudança resulta em maior qualidade de vida e felicidade com o pet em casa.

Foto: Pinterest