Olá Pessoal, tudo bem?

Para entender este texto volte duas casas, ops (rs!), volte dois posts de bebê!

Minha gestação continuou muito tranquila. Acho que aquele dia eu passei mal só para descobrir que eram gêmeos. Hoje vendo a personalidade da Nina consigo até ver ela inconformada que ninguém falava com ela dentro da barriga! Hahahaha

Ganhei pouco peso, 10 quilos no total, e eu comia muito, mas muito mesmo! Meus amigos diziam que os bebês estavam me consumindo! Pois eu fui afinando pernas, braços, rosto. Nem eu acreditava, mas eu emagreci durante a gestação, enquanto eles ganharam o peso certinho.

Com 35 semanas resolvi fazer as fotos do barrigão. Eu estava me sentindo linda, poderosa, incrível! Gerar vidas dentro da gente faz maravilhas!

A vida me brindou com muitos amigos fotógrafos, e todos super talentosos, e a Samara, minha amiga fotógrafa me deu de presente uma sessão de fotos. Eu amei cada segundo! Recomendo muito fazer as fotos, são uma lembrança maravilhosa.

Eu não tinha até então nenhum dos sintomas de final de gestação, diabetes ok, pressão ok, espessura do útero ok, bebês super ok! Vamos esperar!

Com 36 semanas eu estava carregando um peso surreal na barriga. Façam as contas comigo. João com 2,200kg, Nina com 2,300kg, duas placentas de uns 650gr cada, mais o líquido amniótico de dois sacos gestacionais (a média são 800ml cada), o útero chega a pesar 1,1 quilos e o sangue que o nosso corpo estoca para a perda no parto. Uau! Eu estava carregando entre 7 e 8 quilos tranquilamente!

Eu sentia a bacia abrir, o osso mesmo, doía. E eu estava me sentindo tão cansada! E para dormir? Eu precisava de um guindaste para virar na cama! Hahaha

Na minha última consulta antes de marcar a cesárea, minha pressão tinha subido. Eu estava começando a entrar em pré-eclâmpsia. Fiquei apavorada! Sempre saí do consultório com elogios, e dessa vez tinha alguma coisa! Marcamos a data.

na maternidade

Eles nasceram com 36 semanas e 5 dias. Toda a minha família e muitos amigos queridos quiseram assistir ao parto. Eu amei! Na maternidade onde eles nasceram a sala de parto tem um vidro grande onde as pessoas veem o bebê chegando. É emocionante!

A espera para assistir o parto

E tinha tanta gente, mas tanta gente que até embaçou os vidros de todas as janelas. Parecia um show de rock! Eu adorei que esse povo todo estava lá. Antes de entrar na sala de parto estavam lá para me desejar boa sorte e são amigos que literalmente viram os meus filhos nascerem! Isso é muito legal!

vidros

A Nina e o João não foram considerados prematuros. Eu me senti uma guerreira de conseguir chegar até ali. Foram para o quarto comigo e saímos todos juntos da maternidade. Foi uma vitória! O dia que fomos para casa juntos foi o melhor dia da minha vida! Era a cena que eu imaginei a gestação inteira. Ufa! Deu tudo certo!

É isso gente! Foi uma delícia relembrar cada detalhe desse período tão especial da minha vida. Está chegando o aniversário de dois anos dos meus pequenos e a emoção vai chegando junto!

Obrigada por curtirem junto comigo!

Beijos,

Kaká