Hoje em dia algumas coisas da tradição do casamento se perderam com o tempo, mas muitas nunca saem de moda. 

comofazerconvite

O convite de casamento, como já falamos no post sobre check list, o convite é um item que não sai de moda. Por ser um evento mais formal, mantemos o convite físico na maioria das vezes. Poucos são os casais modernos que pulam esse item e enviam somente um digital, porque mesmo estes gostam de enviar algo moderno, porém em mãos.

Eu leio bastante coisa sobre todo esse universo e acabo encontrando diferentes opiniões sobre todos os quesitos…rs Falo isso porque lendo o livro da Claudia Matarazzo sobre etiqueta no casamento, na parte do convite, ela enfatiza o seguinte: “É falta de consideração usar o chamado “vale-empada”(aquele cartãozinho que acompanha apenas alguns convites e determina quem está ou não convidado para a festa). Se o seu orçamento só chega para cem convidados, não convide quatrocentos para a igreja. É muito melhor convidar apenas quem realmente importa. Ou receber a todos de forma sóbria, porém igualmente e com capricho.
O critério para escolher quem deve ou não ser convidado é sempre a afetividade.
E atenção: hoje a tendência é fazer casamentos menores – de no máximo duzentas pessoas – e mais exclusivos. Assim é mais fácil organizar uma festa com detalhes caprichadíssimos e inesquecíveis. Infinitamente mais elegante do megaeventos para oitocentos pessoas com fila para comer…” (Livro: Etiqueta Sem Frescura por Claudia Matarazzo)

Hoje com os valores exorbitantes é muito difícil os noivos terem um orçamento bacana para fazer o que realmente desejam. O fato é que mesmo que a etiqueta dê a letra do que devemos fazer, cabe aos noivos escolherem como farão desse dia um grande dia. O grande dia pode ser para 5o convidados, 500 ou apenas um casamento religioso e comprimentos. Mesmo casais com orçamento para uma festa consideravelmente grande às vezes preferem investir na Lua de Mel e na casa. Veja que o que é importante é a prioridade dos noivos.

Quanto a convidar pessoas somente para igreja, por vezes o casal tem amigos dos pais que os viram nascer, amigos distantes que hoje não tem muito contato, mas são queridos e os noivos fazem questão da presença deles na cerimônia, que é o mais importante do casamento. Nesse caso, se vocês não se importam, façam o convite para igreja e um outro convite para igreja e festa, não precisa de vale-empada e assim conseguem compartilhar com todos essa grande alegria.

Na Argentina é muito comum o seguinte tipo de casamento:

Todos os convidados vão para a igreja, depois somente alguns vão para o jantar e depois num horário marcado aqueles que foram convidados apenas para a balada chegam mais tarde e se divertem no mesmo salão, que agora está no formato festa e não mais de jantar. Os convidados que foram chamados somente para a balada, jantam fora e se dirigem para o local na sequência. É muito diferente, não é?! Alguns brasileiros já aderiram.

Se tem alguém que tem que se sentir confortável com as escolhas são os noivos. Aproveitem e pensem com calma no que realmente desejam e BOA FESTA!

Agora me ajudem a descobrir um pouco mais de vocês e comentem qual será o tipo de casamento que vocês escolheram!

Beijos,

Nika

Imagem convite da capa: Phatt Design