Buffet


Tipo de serviço na recepção, já optou pelo seu? | Casamentando com Pri Vicente

Muitos são os prós e contras que envolvem o tipo de serviço na recepção de um casamento. Mas neste post vou ser imparcial e somente elencar quais são, na minha opinião, os principais pontos negativos e positivos de cada um.

 

Coquetel um caso a parte

Vou falar separadamente da parte que chamamos de coquetel, pois independente do tipo de serviço escolhido para o jantar, o coquetel (entradas e canapés que antecedem o jantar) pode seguir outro padrão e ser servido de várias maneiras.

Pode ser volante (passado em bandejas) pode ser em ponto de buffet (se atente que alguns itens não funcionam em ponto de buffet: endurecem, ressecam, murcham, esfriam) ou até mesmo fazer um mix dos dois serviços, quem melhor poderá te indicar o que funciona nesse momento será o buffet contratado, eles tem expertise e sabem o que funciona e como funciona!

Quando se opta pelo coquetel inteiro volante, até a salada pode ser passada na mesa mesmo que o restante do jantar seja servido em ilhas de buffet.

Existem vários tipos de serviço, mas são 3 os principais formatos que encontramos para eventos sociais. Acho que aqui vale falar um pouquinho sobre cada um deles também, pois não são todas as pessoas (na verdade acredito que a minoria) que são familiarizadas com as terminologias do mundo da gastronomia. Então, vamos la:

 

1 – Serviço Franco Americano – (mais conhecido como Buffet)

As opções do jantar ficam dispostas em uma ilha fixa, onde a pessoa deve se dirigir até o local e se servir. O ideal é ter uma ilha montada para cada 100 convidados. Se ultrapassar esse número exija 2 ilhas e assim por diante.

Prós:

  • Esse é um serviço um pouco mais rápido, sua pista de dança estará pronta para iniciar mais cedo;
  • As pessoas têm liberdade de escolher o que, quanto e quando comer;
  • As pessoas têm liberdade de repetir o que quiserem e quando quiserem;
  • Você garante alimentação disponível para os convidados até quase o final da festa;
  • As pessoas não necessariamente comem ao mesmo tempo, isso garante mais espaço na mesa (que geralmente é apertada em casamentos).

Contras:

  • Os convidados devem se deslocar até o ponto onde a comida está sendo servida;
  • Podem ter que enfrentar uma pequena fila, mas podem optar por ficar sentados nas mesas enquanto aguardam também;
  • Você pode perder um espaço que podia ser disponível para mesas, isso pode se tornar um fator negativo se você estiver com a lotação máxima do espaço locado;
  • Comida pode esfriar, a carne ressecar, a massa e o risoto passarem do ponto. Mas pode ficar tranquila que não é comum isso acontecer se você contratou um buffet de boa qualidade!

Obs: Se o seu buffet oferece sousplat de porcelana somente, nesse tipo de serviço é melhor deixar o mise en place (montagem da mesa) sem o sousplat. Pode parecer engraçado, mas quando o sousplat é de porcelana branca, alguns convidados confundem com o prato e vão com ele para a fila do buffet…

 

2 – Serviço empratado

Alguns chamam de Francesa, outros de Inglesa, mas na verdade nem um nem outro segue exatamente esse formato. No serviço empratado, os pratos já saem montados da cozinha na ordem em que devem ser consumidos.

O ideal nesse serviço é ter 1 garçom para cada 10 convidados e o serviço ser em formato arrastão (apesar do nome estranho, ao meu ver é o formato que melhor funciona).

Os garçons saem todos da cozinhas com os pratos servindo consecutivamente cada mesa da primeira até a última, e a retirada dos pratos se inicia pela mesma ordem, o maitre comanda o ballet entre as mesas como um maestro.

Prós

  • Garante a maior interação entre os convidados, já que os mesmos devem ficar sentados a mesa para serem servidos, isso vai lhes proporcionar momentos agradáveis de bate papo;
  • O sabor da comida geralmente é mais “fresco”, pois ele é finalizado e imediatamente servido;
  • Não tem fila e garante mais espaço no salão, já que as mesas do buffet não serão utilizadas.

Contras

  • É um serviço bem moroso, isso pode cansar ou até mesmo desanimar um pouco os convidados;
  • Os convidado não tem a opção de se servir do que quiserem e nem da quantidade de cada item;
  • Pode ser um problema para alérgicos a algum tipo de alimento;
  • É limitador para as pessoas que querem repetir alguma coisa.

Obs: Para este tipo de serviço, vale pensar na possibilidade de investir em um lanchinho da madrugada, afinal o serviço de jantar se encerra antes da abertura de pista, também vale pensar em deixar a sobremesa em buffet, já que não são todos os convidados que gostam de comer a sobremesa assim que acaba o jantar e acaba não deixando o serviço tão moroso.

 

3 – Menu Degustação – Volante

Esse é um serviço que chegou para suprir uma necessidade de noivos que queriam menos formalidade, criar mais ambientes estilo lounge com menos mesas e cadeiras, geralmente com muitos convidados jovens. O intuito aqui é que a festa seja mais dançante, desde o início, com pessoas de pé e circulando pelo salão, pista e bar!

Prós

  • Permite que o convidado coma confortavelmente em pé;
  • É o serviço mais rápido dos 3, a sua pista de dança pode e deve começar mais cedo;
  • Ideal para festa com muitos jovens.

Contras

  • Pessoas com mais idade sofrem um pouco com esse tipo de serviço;
  • As porções, apesar de na maioria das vezes serem servidas por um longo período, são pequenas;
  • É visto por muitos como “eles não tiveram dinheiro para investir em um jantar”, o que não é verdade já que pouco se economiza nesse tipo de serviço;
  • Garanta que a recolha de louças pelo salão seja muito bem feita, se não pode dar uma impressão desagradável na festa.

 

O melhor estilo sempre será o seu!

Bom, acredito que esses são os principais pontos para pesar e conseguir definir qual o tipo de serviço que melhor atende o seu evento!

São muitas variáveis para poder optar com mais precisão qual desses estilos atenderiam melhor a expectativa do casal, por isso como disse no começo, sou completamente imparcial em relação a isso, afinal acredito que o melhor serviço depende muito do formato de cada festa, por isso tente pensar, avaliar e repassar os prós e contras para definir qual melhor se encaixa no seu grande dia!

 

Por:
Priscila Vicente
Produtora e organizadora de eventos.

 


Dicas excelentes, que vão direto ao ponto para ajudar a escolher a melhor forma de receber os seus convidados!

Qual escolheu para o seu casamento? Conta pra gente nos comentários! ;-)

Um beijo,
Catita

Leia mais...
Casare - Seu Site de Casamento mais Elegante!

Buffet: escolhendo o melhor serviço para o seu casamento

A escolha do buffet vai além do gosto do casal: envolve desde o perfil dos convidados até o orçamento

Uma decisão importante ao escolher o buffet é definir qual será o tipo de serviço oferecido:  à americana (buffet), à inglesa, à francesa, coquetel volante? As opções são várias e a escolha depende de alguns fatores, como o estilo do casamento, o orçamento dos noivos e o perfil dos convidados. No post de hoje, além de entender um pouco mais sobre cada tipo de serviço, você vai entender as vantagens (e desvantagens) de cada um deles.

Renata D'Almeida

 

Tipos de serviço:

  • À americana (buffet): Nesse serviço, os convidados vão até o buffet para se servir. Normalmente, a montagem é espelhada, ou seja, os mesmos pratos são oferecidos dos dois lados – dessa forma, formam-se duas filas para agilizar o serviço. Indica-se 1 garçom para cada vinte convidados. No geral, reserva-se uma hora para esse tipo de serviço.

  • À inglesa e à francesa: Os convidados são servidos à mesa pelos garçons. Normalmente, é servido uma entrada ou salada, dois pratos principais e a sobremesa. A diferença está relacionada à forma como as mesas são montadas. Calcula-se 1 garçom para cada duas mesas no serviço à inglesa e 1 garçom para cada cinco convidados no serviço à francesa. O tempo de jantar é maior – cerca de uma hora e meia, pois deve-se esperar que todos à mesa acabem o prato para que ele seja retirado e o próximo seja servido.

  • Coquetel volante: Normalmente usado em eventos em que as pessoas ficam mais de pé, esse tipo de serviço é aquele em que os garçons circulam com bandejas pela festa servindo os convidados. As comidas servidas são aquelas que podem se comer com a mão (finger foods) ou então pequenas porções. Calcula-se 1 garçom para cada 15 convidados.

shutterstock_99478187 (1)

Qual a melhor opção para o meu casamento?

Antes de decidir o tipo de serviço que será oferecido no seu casamento, é essencial analisar alguns pontos. Para começar, pense no estilo da sua festa: vai ser algo mais formal e tradicional ou mais descontraído e moderno? No primeiro caso, os serviços à inglesa ou francesa são os mais indicados, enquanto o buffet é ideal para casamentos mais informais. Mas se o casal for daqueles que quer curtir cada minutinho da festa, o coquetel volante permite que os convidados sejam servidos na pista e não deixem a festa desanimar.

shutterstock_374304697 (1)

O perfil dos convidados é um fator que deve ser levado em consideração. Por exemplo: se o seu casamento tiver muitas pessoas de idade, os serviços inglês e francês são os mais convenientes, uma vez que os convidados não precisam levantar para se servir. Além disso, esse perfil de convidados adora o tempo sentado à mesa, já que é o momento em podem conversar.

Já o orçamento é um fator importante para definir o tipo de serviço de buffet do casamento: serviços à inglesa e francesa exigem um número maior de garçons, portanto o custo será maior. Já o coquetel volante ou mesa de buffet diminui o gasto com pessoal, uma vez que os próprios convidados se servem.

 

Cuidado! Algumas dicas para não errar no serviço:

  • Tempo: Um dos maiores cuidados que se deve ter com os serviços inglês e francês é a demora para se servir todos os convidados. A partir do momento em que a primeira mesa é servida, em, no máximo, 10 minutos, todas as outras mesas devem estar servidas.

  • Comida fria: Mais uma precaução que se deve ter nos serviços à inglesa e à francesa. Como os pratos são montados previamente na cozinha, deve-se cuidar para que eles não cheguem frios à mesa.

  • Sempre à mão: No coquetel volante, o ideal é que os garçons passem diversas vezes em cada área do casamento. Não faça seu convidado ter que ir atrás de um garçom para poder se servir.

  • Filas longas: Se você optar por serviço à americana, certifique-se de que serão montados buffets suficientes para atender de forma confortável todos os seus convidados, sem que eles percam muito tempo na fila.

Ficou com alguma dúvida ou quer compartilhar a sua experiência aqui no blog? Então deixe seu comentário aqui embaixo ou entre em contato com o Casamenteiras. :)

Beijos!

Leia mais...

Dicas de como escolher os doces para casamento

Hum…uma tradição brasileira que a gente não abre mão é a mesa de doces para casamento! Cada vez mais refinados, os conhecidos doces finos misturam sabores e começam a agradar paladares exóticos, com recheios e design surpreendentes. Mas saiba que existem doces que não podem ficar muito tempo expostos ou que sofrem alterações quando expostos por muito tempo no casamento.

Decor-72

O primeiro passo para escolher os doces é o sabor que agrada cada casal. Para os chocólatras, doces à base de pasta de chocolate, brigadeiros gourmet e ganache são ótimas pedidas. Os tradicionais podem mergulhar em um universo vasto no catálogo de doces com baba de moça, nozes e damasco e até recheios de bem-casado, todos com sabor suave e delicado. Para os mais exóticos, existem combinações diferentes como chocolate com pimenta, lavanda, machá e até mesmo açafrão.

Depois, é preciso saber a quantidade de convidados que existem na festa e se será servido sobremesa. A regra básica é contar 5 a 6 doces por convidado, mas o número pode diminuir ou aumentar ainda mais se as pessoas já tiverem sido servidas ou não com sobremesa, sorvete e pedaços de bolo. Vale lembrar que muitos buffets também oferecem mesa de café com docinhos ou bolachinhas de manteiga!

Outra questão para se preocupar é a durabilidade, temperatura e até a precipitação da região em que será o casamento. Doces com chocolate têm pouca resistência à altas temperaturas, outros feitos com creme de leite não têm um prazo de validade extenso e os famosos doces caramelados não sobrevivem em dias úmidos, com tempo de durabilidade de 5 a 8 horas.

Veja também: Doces para casamento na fazenda e Mesa de Doces

Decoração da mesa por Glau Miranda e doces por Soul Sweet.

 

Leia mais...

Como escolher o buffet de casamento?

Hum…que delícia! Buffet de casamento é tudo de bom! Dá vontade de experimentar todos aqueles sabores perfeitos escolhidos minuciosamente pelos noivos, que prestam atenção a cada detalhe. Definir quais são os pratos que serão servidos aos convidados pode não ser uma tarefa fácil, que requer tempo para degustação, além de ser quase uma tortura escolher qual é o melhor.

O Casamenteiras te ajuda! Montamos 5 passos IMPRESCINDÍVEIS para definir o buffet certo para o seu casamento!

  1. Tenha certeza do número de convidados e estilo do evento

O casamento está programado para ser um coquetel para 100 pessoas, mas na hora de fechar o buffet você se apaixonou pelas comidinhas servidas no jantar para mais de 200 pessoas. Saiba analisar bem qual o estilo do seu casamento, o horário em que será realizado, o número de pessoas convidadas e até mesmo a estação do ano, que pede pratos mais quentes no inverno e refrescantes no verão.

Foto2
Foto: Julio Perinetto
  1. Observe bem todos os pontos do buffet servido

Alguns buffets contratados são bem específicos na hora de realizar o serviço e não dão a possibilidade de extras. Por exemplo, alguns fornecedores não estão munidos de gelo se a noiva não contratou bar com whisky e nem adianta pedir na hora do evento! Pergunte e tire todas as dúvidas antes de fechar o contrato.

EA Carpaccio Mignon Selado Japones
Foto: Buffet Tantra

Veja também: A moda dos food trucks invade os casamentos e Casamento Fitness

  1. Personalização é a palavra-chave

Atualmente a personalização do cardápio é o que está na moda. Os noivos fazem questão de ter comidas que refletem a sua personalidade e paladar, e podem ser uma boa ideia para não terem estresses com o que um ou o outro preferem.

Atum com Tartar de MangaFoto: Divani Gastronomia
  1. Pesquise referências

Entre em todos os sites possíveis, leia revistas, pesquise entre amigos e familiares, faça TUDO que é possível para saber quais são os melhores buffets, condições de pagamento, reputação, comprometimento e todos os itens que fazem diferença no dia do evento. Além disso, não feche contrato com o primeiro buffet que visitar, sempre faça a degustação com pelo menos três fornecedores antes de escolher o seu.

Panna Cota com Coulis de Framboesa
Foto: Divani Gastronomia
  1. Aproveite cada segundo da degustação

Degustar o buffet de casamento é um privilégio. Poder experimentar todos os pratos e fazer críticas e elogios é essencial para estar alinhado com o chef e não ter decepções durante a festa de casamento.

IMG_2948 1Foto: Buffet Zest
Leia mais...
Facebook Twitter Instagram Pinterest RSS Facebook Twitter Instagram Pinterest RSS