E como lidar com as perguntas que os filhos fazem…

Olá meninas, tudo jóia?

No último sábado, 21/03 foi o Dia Internacional da Síndrome de Down e certa vez, navegando pela internet eu me deparei com um texto maravilhoso de uma mãe que tem filhos especiais. No texto ela fala sobre como é frustrante ver a reação de outras mães, as que não tem filhos especiais, quando acontece um encontro em um parquinho, padaria, na rua.

Fonte: Dollar Photo Club

Fonte: Dollar Photo Club

Ela teve a idéia de perguntar para outras mães de crianças especiais como elas gostariam que as pessoas reagissem aos filhos delas. E eu achei isso tão interessante! As crianças não tem as travas psicológicas que nós adultos infelizmente cultivamos ao longo da vida. Crianças são curiosas, perguntam e dizem coisas em público que são capazes de corar a mais cara de pau das mães! Disso todos sabemos, mas como podemos mostrar aos nossos filhos que ser diferente é normal? Que aquela criança em uma cadeira de rodas ou com aqueles lindos olhos puxadinhos, característicos da Síndrome de Down adoram se divertir, brincar no parquinho e provavelmente amam a Peppa Pig tanto quanto eles?

Vejam só as respostas maravilhosas que estas mães deram e inspirem-se para responder as perguntas dos pequenos de uma forma direta e principalmente, incentivando-os a conhecer e brincar com aquela criança diferente. Diferente? É uma criança! E com certeza será uma experiência maravilhosa para ambos.

O texto foi escrito originalmente pela mãe blogueira Ellen Seidman do blog Love that Max e traduzido pela Andrea Werner Bonoli do blog Lagarta Vira Pupa. Leiam essa pérola aqui!

Fonte: Dollar Photo Club

Fonte: Dollar Photo Club

 

E para vocês verem, que quando crianças não temos preconceito nenhum, somos todos puros, vejam no link abaixo uma campanha maravilhosa da Associação Noémi chamada The eyes of a child (O olhar de uma criança – tradução nossa), que nos convida no final para ver as diferenças com o olhar de uma criança. É lindo!

Vamos tentar ver o mundo com os olhos de uma criança? E vamos mostrar aos nossos pequenos o quão sábios eles já são por ver as coisas dessa maneira linda?

Beijos!