hora de dormir


Desabafo de uma mãe

Oi, gurias!

Parece mentira, mas hoje o Rafael está completando 1 ano!!! Passou muito rápido, mas nem tanto… hahaha… ser mãe é maravilhoso, é um amor que cresce absurdamente a cada dia, mas como alguém me disse “ser mãe é padecer no paraíso”. Afinal, vamos combinar que ao mesmo tempo que é a melhor coisa da vida também é muito puxado!!!!

Então meu post de hoje é um desabafo querendo escutar um pouco da experiência de vocês. Já contei aqui que o Rafael não dorme bem, tentei de tudo já, mas a coisa não engrena… melhorar melhorou, mas o Rafa continua sem dormir a noite toda. Sério, as vezes dá um desânimo, parece que ele nunca vai ter uma noite normal (e eu tb!), a gente fica tensa, preocupada… até quando vai ser assim? Tenho conversado com muitas pessoas e, nos últimos tempos, muitas têm me confessado que passaram ou estão passando pela mesma coisa. Algumas mães amenizam – é só uma chupetinha por noite… Mas um ano acordando pelo menos uma vez por noite não é mole, né?

O Rafa não tem padrão. Acorda as vezes para mamar pela meia noite, depois pode dormir até às 6:00 ou simplesmente acordar de novo as 3 da manhã. Parou de perder o sono durante a noite, mas em compensação tem acordado muito cedo. Isto que comecei a colocar ele para dormir um pouco mais tarde, 20:30, 21:00. Ele tem super rotina, mas não adianta. O que ajudou a acabar com os papos na madrugada foi colocar ele para dormir mais tarde, antes ele dormia por voltas das 19:30.

Bom! É isto! Queria saber como é com vocês!!! Quanto tempo demorou para melhorar, o que fizeram!!!! :0

E é claro que não poderia deixar de dizer que estou muito feliz hoje, afinal hoje completo o ano mais feliz da minha vida – e no final de semana tem festa!! Semana que vem mostro tudo pra vocês aqui!!!!

Ser mãe é padecer no paraíso. Participe da enquete e desabafe também!

[polldaddy poll=6429978]

Foto: reprodução

Leia mais...

Hora de Nanar

Uma curiosidade nos bebês enquanto vamos conhecendo seus hábitos, é que eles também costumam eleger alguns objetos como preferidos.

Na verdade, eles costumam escolher um só, pode ser um bichinho de pelúcia ou tecido, travesseirinhos, mantas  ou chupetas, entre tantos outros que vocês podem até nos contar aqui!

O escolhido passa a ser a companhia do bebê, o objeto que transmite confiança quando a mamãe não está por perto, e acaba sendo também uma forma dele se sentir mais confiante na hora de dormir – por isso chamamos “naninha”.

Você já notou que seu bebê anda querendo muito um bichinho só, não vai pro berço sem ele, anda para todos os lados com seu escolhido, ele fez um aliado, um companheiro!!!

Algumas pessoas acreditam que não é legal o bebê se apegar a objetos materiais, que pode ser prejudicial, mas o que muitos especialistas explicam em consultórios é que se amor e carinho estão sendo dados na medida certa, o bebê entenderá aquele objeto como uma companhia mesmo… e não como carência ou frustração!

Então, se você tiver dúvidas quanto a deixar seu bebê eleger uma naninha, um cuidado que pode ser legal é mostrar para o seu pequeno o momento certo de ter o objeto escolhido ao seu lado, e tentar explicar que nem sempre é hora… Um exemplo: deixando sempre na caminha dele, à espera do momento de dormir!

Assim ele vai saber quando é seu horário de sono e não vai causar transtornos quando de repente você quiser sair e ele exigir a presença da sua naninha no passeio ou em alguma festa! Não que isso não seja possível, cada mãe entende as necessidades do seu pequeno, mas é legal já fazê-lo se familiarizar com o momento certo de cada coisa!

Olhem só quantas fofuras eles tem a disposição, já podem eleger sua naninha, tanto meninos quanto meninas, né!!!

Gente, não dá vontade de ter um desses também???

Via: Baby Center

Imagens: Google e PB Kids

Leia mais...
FacebookTwitterInstagramPinterestRSSFacebookTwitterInstagramPinterestRSS