massagem


{Gravidez} Massagem para a mamãe

Durante a gravidez a gente fica meio inquieta e, para dizer a verdade, com medo de muita coisa. Não sabemos muito bem o que pode ou não pode, principalmente se for o primeiro filho. Uma coisa que é comum temer durante a gestação é o toque, e muitas mães acreditam que não devem receber massagens.

Mas a verdade é que a massagem não só é recomendada, como pode ajudar muito durante esses nove meses. Existem diversas técnicas a serem exploradas, uma dela é a massagem Thai. Ela une alongamento, yoga passivo e massagem, isso contribui para que o corpo se adapte à gestação e se prepare para o parto. E o melhor de tudo, é ótimo para aliviar as dores.

Outra técnica é a famosa drenagem linfática. Faça sem medo de ser feliz! É uma massagem suave e delicada, que com movimentos harmoniosos não só alivia as dores como reduz edemas e ajuda a eliminar a retenção de líquido, comum durante esses meses.

O mais legal é que essas práticas não são só para a mamãe, o papai também pode aproveitar. Os homens também mudam durante a gravidez, é por isso que muitos especialistas consideram o casal como grávidos. Então, aproveita para relaxar e curtir um momento a dois com seu maridão!

Depois que o bebê nasce, o medo do toque aumenta ainda mais e a gente fica com receio dos pontos e da cicatriz. Por isso as massagens pós-parto são tão importantes, elas não só ajudam a entender a nova forma do seu corpo, como proporcionam acolhimento. O recém-nascido também pode participar desse momento ficando deitado ao lado do seu lado enquanto você recebe a massagem, estimulando o vínculo mãe e filho.

Gostou da ideia? Então aproveita para curtir esse momento e relaxar. Afinal massagem e carinho todo mundo gosta, né?

Fonte:
Espaço Abertto

Leia mais...

Eliminando as Cólicas: Massagem Shantala

Mamães, vocês conhecem a massagem Shantala? Se não, a gente apresenta. Está técnica é sinônimo de relaxamento e bem-estar para o seu pequeno. Os toques no rosto, no peito, na região da barriga, costas, pernas e braços são garantia de um sono tranquilo e ajudam a acalmar na hora de trocar as fraldas e também de comer.

Além de ser estimulante em vários sentidos, a massagem é um momento único de carinho entre mãe e bebê. O ideal é que a Shantala seja um ritual diário, sempre em momentos de conforto do bebê. Ele não deve estar nem com fome nem com sono e muito menos logo depois de mamar. É sempre bom esperar mais ou menos uma hora.

No verão, e com brotoejas, a massagem não é recomendada. E no inverno, muito cuidado com a temperatura do ambiente e das mãos, já que o processo é feito sem roupinha. O óleo vegetal puro pode ajudar a aquecer as mãos da mãe. O toque deve ser firme até sentir a musculatura da criança, mas sem apertar demais.

Atenção com a parte emocional. Isso pode passar de mãe para filho. Então se você teve um dia tenso, antes de fazer a massagem, tome um banho relaxante. Caso a tensão continue muito forte, deixe para o dia seguinte. Se o pequeno se sentir desconfortável no começo, é normal. Vá devagar e comece fazendo um carinho de leve nas mãos e nos pezinhos.

E aproveite este momento!

Leia mais...
FacebookTwitterInstagramPinterestRSSFacebookTwitterInstagramPinterestRSS