Milão


Macacão versão festa

Sabe qual a tendência para a moda festa que está de volta com tudo? Os macacões! Os desfiles da temporada Verão/2014 em Paris, Milão, NY e Londres mostraram diversas versões do modelo, dos mais glamourosos aos tipos que podem ir até para o trabalho. Nunca antes tantos coleções simultâneas tinham levado o macacão à passarela. Ou seja, está super na moda!

macacao-6

O estilista libanês Elie Saab apostou em modelos trés chic para as festas. Um preto em renda e manga longa, e outro em alfaiataria, branco com um lindo bordado floral.

macacao-4

A Givenchy apresentou um modelo com top bordado, bem sexy, mas equilibrando com o resto bem discreto. A Lanvin aproveitou os modelos esportivos e jogou o metalizado em cima, em lamê .

macacao-2

A Balmain transforma o macacão jeans em peça fashionista, trabalhado com fios de ouro. Faz o mesmo com o modelo em couro, separando-o do estigma fetichista e colocando-o em lugar de honra na festa!

macacao-3

Givenchy, Stella McCartney e Haider Ackermann pensaram na mesma abordagem: alfaiataria. Bem modernos, os macacões destas três marcas são super elegantes, e com os acessórios certos podem ir do trabalho à balada.

macacao-1

macacao-5

Ele também apareceu em tons mais divertidos, como este amarelo de John Galliano. E reparou nos pés? A maioria das modelos estava com rasteiras de tiras largas, outra forte tendência.

kirstenstewart_macacao

Quem já usou macacão até no red carpet foi a atriz Kristen Stewart, da saga Crepúsculo. Os dois primeiros assinados por Zuhair Murad, o terceiro é Stella McCartney.

Fotos: Vogue Brasil

Leia mais...

Aproveite a Itália de trem

Está planejando conhecer a Itália? Saiba que o trem é o meio de transporte mais indicado para cruzar o país. Eles são pontuais (saem e chegam sempre na hora em todas as estações) e em alguns casos até mais rápidos do que os aviões, pois evita-se perda de tempo com checkin e deslocamento. As estações de trem ficam no centro das cidades, geralmente perto do metrô ou outras formas de transporte. Não precisa depender do transfer do hotel, nem gastar fortunas em táxi!

SAMSUNG DIGIMAX A503

Existem dois tipos de trens, os regionais (da Trenitalia) que andam em velocidade média, e ligam as grandes capitais às cidades menores. Estes não são muito confortáveis como os noturnos ou os de alta velocidade, então é melhor pegar quando o trajeto é mais curto. Leve comida e bebida, nem todos têm vagão-restaurante. Ah, e nestes você não reserva assento, então é bom chegar cedo na estação.

Na alta temporada (principalmente agosto), os trens regionais estão sempre lotados de italianos em férias. Eles aproveitam muito o turismo local, o que é uma das coisas mais interessantes de pegar esses trens. Você vê os locais, as famílias, as crianças fazendo bagunça e aquela coisa toda que é divertidíssimo de ver e ouvir quando estamos em outro país. Se você for descendo a Itália de trem vai perceber: a medida que o trem vai rumo ao Sul, o volume da conversa vai aumentando. Chega em Nápoles e a viagem vira uma festa.

taormina_italiatrem

{Taormina, na Sicília, e o azul inacreditável do mar mediterrâneo.}

Os trens de alta velocidade, Le Frecce, são mais modernos e confortáveis, e fazem viagens entre as grandes cidades (Roma, Milão, Florença, etc). Todos os trens têm ar-condicionado, bagageiros espaçosos (um problema nos trens regionais), tomadas e bebidas à venda, mas nem todos têm vagão-restaurante.

duomomilano_italiatrem

{O Duomo de Milão, no Norte da Itália}

DSC04616

{Florença}

Se o seu trajeto é longo, digamos que com mais de 8 horas, uma boa ideia é viajar à noite em vagões com cama. Você vai dormindo a viagem inteira e ainda dá para economizar um pernoite em hotel. Têm diferentes companhias de trens noturnos, e os trajetos são esses:

EuroNight Allegro: Bolonha – Florença – Milão – Roma – Veneza – Viena (Áustria)
EuroNight Toscana Mare: Livorno – Klagenfurt – Veneza – Florença – Viena (Áustria).
City Night Line: Roma – Florença – Veneza – Innsbruck (Áustria) – Munique (Alemanha)
InterCity Notte: Milão – Gênova – Pisa – Livorno – Salerno – Catânia (Sicília). Esse aqui passa de barco pelo Estreito de Messina, é bem interesante!

Quer dar uma olhada na tabela horária para ver se vale a pena? Então clica aqui.

fontanaditrevi_italiatrem

{Fontana di Trevi, em Roma}

roma_iteliatrem

{Roma vista da janela do Museu do Vaticano}

Você pode comprar o passe aqui do Brasil pelo site da Trenitalia ou pela Eurail. Só cuide com o tipo que você vai comprar. Eles possuem várias modalidades (Passe familiar, passe para cidadãos europeus, passe regional, passe entre países, e etc). Enfrentei problemas em função disso e quase tive que pagar 40 euros de multa (em cima de um passe que custou cerca de 20 euros e já estava pago desde o Brasil!). Fique atento.

Se você for chegar na Itália pela via ferroviária é super tranquilo. Dentro do trem mesmo os fiscais da fronteira lhe pedem passaporte e o bilhete do trem, e não perguntam mais nada. Olham seus documentos e só dizem “ benvenuto”!

Escolheu seu trajeto? Vá de trem e faça uma boa (e linda!) viagem.

Fotos: Casamenteiras e Le Frecce

Leia mais...
FacebookTwitterInstagramPinterestRSSFacebookTwitterInstagramPinterestRSS