NYC


Macacão versão festa

Sabe qual a tendência para a moda festa que está de volta com tudo? Os macacões! Os desfiles da temporada Verão/2014 em Paris, Milão, NY e Londres mostraram diversas versões do modelo, dos mais glamourosos aos tipos que podem ir até para o trabalho. Nunca antes tantos coleções simultâneas tinham levado o macacão à passarela. Ou seja, está super na moda!

macacao-6

O estilista libanês Elie Saab apostou em modelos trés chic para as festas. Um preto em renda e manga longa, e outro em alfaiataria, branco com um lindo bordado floral.

macacao-4

A Givenchy apresentou um modelo com top bordado, bem sexy, mas equilibrando com o resto bem discreto. A Lanvin aproveitou os modelos esportivos e jogou o metalizado em cima, em lamê .

macacao-2

A Balmain transforma o macacão jeans em peça fashionista, trabalhado com fios de ouro. Faz o mesmo com o modelo em couro, separando-o do estigma fetichista e colocando-o em lugar de honra na festa!

macacao-3

Givenchy, Stella McCartney e Haider Ackermann pensaram na mesma abordagem: alfaiataria. Bem modernos, os macacões destas três marcas são super elegantes, e com os acessórios certos podem ir do trabalho à balada.

macacao-1

macacao-5

Ele também apareceu em tons mais divertidos, como este amarelo de John Galliano. E reparou nos pés? A maioria das modelos estava com rasteiras de tiras largas, outra forte tendência.

kirstenstewart_macacao

Quem já usou macacão até no red carpet foi a atriz Kristen Stewart, da saga Crepúsculo. Os dois primeiros assinados por Zuhair Murad, o terceiro é Stella McCartney.

Fotos: Vogue Brasil

Leia mais...

Penne alla Vodka

A Karen compartilhou no Instagram a foto desse Penne Alla Vodka que o marido dela fez em casa, e a gente não resistiu: pedimos a receita!

O prato é inspirado nas massas feitas em restaurantes de Nova York, como o Barolo e o Serafina (que tem em São Paulo também). E de acordo com a Karen, essa feita em casa fica ainda melhor!! Vamos testar? A receita abaixo é exatamente como a massa da foto abaixo foi feita, a receita não é original, foi adaptada ao gosto da Karen e do Geraldo – seu marido.

penneallavodka

Ingredientes

2 caixinhas de tomate cereja

1 pacote de massa penne grano duro

Carnes picadas a gosto (Karen usou sobra de churrasco: salsichão, porco, vazio)

1/4 de xícara de azeite extra-virgem

10 dentes de alho descascados (em outras receitas já vi usarem apenas 3. Vai do seu gosto por alho)

1 cebola média picada

1/4 de xícara de vodka

1/2 xícara de creme de leite

2 colheres de sopa de manteiga sem sal ou azeite para terminar o molho, se quiser

3/4 xícara de queijo ralado (e mais para servir depois!)

Temperinhos a gosto (Karen usou manjericão, pimenta do reino e tabasco)

Modo de fazer

Coloque 6 litros de água já com sal e óleo para ferver em uma panela.

Despeje os tomates em um processador de alimentos. Usando toques rápidos no modo pulse, processe os tomates até que estejam picados. Não deixe muito tempo para que os tomates não fiquem aerados e com colaração rosada.

Coloque o penne na água fervente. Cozinhe o macarrão semi-coberto, mexendo ocasionalmente, por de 8 a 10 minutos.

Enquanto isso, aqueça o azeite em uma frigideira grande em fogo médio. Bater os dentes de alho com o outro lado da faca e depois adicione-os ao óleo quente. Refogue sacudindo a frigideira, até que o alho esteja levemente dourado, isso dura cerca de 3 minutos. Abaixe a tigela do processador com os tomates perto da frigideira e com cuidado deslize os tomates para dentro (Eles espirram mesmo e fazem a maior sujeira, então tenha atenção!). Tempere com um pouco de sal e os temperinhos indicados. Deixe ferver 2 minutos. Despeje a vodka, coloque em fogo brando e cozinhe até que a massa está pronta. Ao mesmo tempo refogue bem as carnes picadas com a cebola. Não deixe a carne ficar branca, mexa para não soltar água. Quando estiver dourada misture ao molho.

Pouco antes da massa estar pronta, despeje o creme de leite. Adicione a manteiga ou óleo e agite a frigideira para incorporar ao molho. Se a frigideira for grande o suficiente para acomodar o molho e a massa, tire a massa da água fervente e misture ao molho. Se não, escorra a massa, coloque-a na panela, e despeje o molho. Leve o molho e a massa para ferver, mexendo para cobrir bem. Verifique o tempero, acrescentando sal e pimenta se necessário. Deixe ferver até que o molho esteja reduzido e bem incorporado à massa.

Retire a panela do fogo, polvilhe o queijo sobre o penne, misture e sirva imediatamente.

Quem vai se arriscar a fazer hoje mesmo esta massa?

Leia mais...

{USA} Lojas para Casa

Amo comprar coisas para casa, em especial acessórios para mesa. Jogos americanos, guardanapos de pano, argolas – enlouqueço e tenho vários – mas aqui no Brasil são tão caros… por isso, sempre que viajo compro alguma coisinha nova. As lojas que mais gosto e que você não pode deixar de ir na sua próxima viagem aos Estados Unidos são:

Sur la Table

sur-la-table-

sur-la-table

Pottery Barn

Pottery-Barn-Storefront

Pottery-barn

Williams Sonoma

williamssonoma

Gracious Home (leia post sobre aqui)

gracious-home

Pier 1

pier-1

World Market

World-Market-Place

Bed Bath and Beyond

bed-bath-and-beyond

Fotos: reprodução

Leia mais...

Enxoval em NY

Quem me acompanha no Instagram ficou sabendo que no início de janeiro viajei para NYC. Amo aquela cidade, mas desta vez o principal motivo do passeio foi  fazer o enxoval para minha pequena Alice que está a caminho. Abaixo um roteirinho dos lugares que passei em busca dos itens para a minha bebê.

– Assim que cheguei, larguei as malas, fiz um lanchinho e corri para Pottery Barn Kids. Lá comprei lençóis de elástico, protetor para o trocador e almofada de amamentação, cobertinhas gostosas e alguns enfeitinhos fofos.

– Passadinha rápida na The Children’s Place:  estava com uma mega promoção, algumas  peças com até 70% de desconto. Comprei gorros e luvas fofas, leggings, camisetinhas. obs.: a maioria das roupas que comprei aqui não são para recém nascido, mas comprei roupas para até 1 ano de idade.

GAP: amo amo amo!!! Me perdi lá, comprei muito, não consegui escolher, comprei tudo que gostei. Claro que comprei tanto para Alice quanto para o Rafael. Então vocês podem imaginar que saí de lá com os braços carregados, né? Acho que vale muito a pena, são roupas lindas e de ótima qualidade.

Woodburry Common Premium Outlet: Uma perdição! Pegue o mapinha e trace um roteiro das lojas que quer ir, pois não em como passar em todas as lojas. Eu sempre contrato um motorista para me levar, ele fica aproximadamente 8 horas acompanhando, assim faço as compras e ele carrega as sacolas para o carro. Me organizei tanto que no fim deu tempo até de passar num Target alí ai lado, ótimo para comprar brinquedos, mamadeiras e bicos. Bom, mas deixa eu listar as lojas que entrei (e comprei):

1. Ralph Lauren: sem dúvida a melhor e mais tentadora. Fui numa quinta-feira e a seleção estava ótima, muitas peças lindas, enlouqueci!!!!

2. Carter’s: essencial, a mais essencial de todas. Segundo filho a gente já sabe, tip top é o que há! E lá é o lugar certo para comprar muitos tip tops de malha, plush, bodies, meias – enfim, tudo que for básico e que a gente usa muito. O preço é incrivelmente rídiculo, é muito barato.

3. Gymboree: sempre tem alguma roupinha fofa

4. Adidas, Nike e Puma: vale a pena conferir se tem algum tênis do tamanho do seu filhote. Lembrando que bebês até 9 meses não usam tênis, $ posto fora, o Rafa tinha vários, para Alice não comprei nenhum.

5. Loja da Disney: brinquedos fofos por um preço ótimo, a diferença do que pagamos no Brasil choca!

6. Juicy Couture: a loja do outlet não vende roupas para bebês, mas as vezes tem baby bags.

7. GAP: vale a passadinha, mas não dá nem para comparar com a loja da cidade.

– Ralph Lauren Baby da Madison: fica numa esquina, é um charme. As roupas são lindas, mas o preço é alto. Vale conferir, comprar uma roupa para uma ocasião especial.

– Juicy Couture 5th ave: tem pouca variedade para bebês, mas vale a pena conferir. Comprei calças de plush reversíveis fofíssimas!

Buy Buy Baby: mamadeiras, bicos, babeiros, babá eletrônica e novidades – vale ir!

Na minha opinião quem pode fazer o enxoval fora deve ir, vale muito a pena – o preço e a variedade são incríveis. O único problema é que acabamos comprando demais… e confesso que dá um medinho na hora que a gente chega no Brasil cheia de malas…

Leia mais...
FacebookTwitterInstagramPinterestRSSFacebookTwitterInstagramPinterestRSS