reflexão


Só queria lhe dizer: estou feliz com você!

reWalls.com_59431

Este é um texto que começa sem muito objetivo. É que eu estive pensando que não tenho tudo que queria ter, não sou tudo que imaginei ser e nem você é tão perfeita assim, mas que apesar disso tudo, preciso lhe dizer: Estou completamente feliz ao seu lado.

Hoje, quando acordei do seu lado, não tive escolha a não ser agradecer aos céus por ter colocado nossas vidas na mesma rota. Eu não estou nem  perto de ser a melhor companhia do mundo, às vezes sou chato sem necessidade, tenho meus defeitos bem claros, escondo meus medos e angústias, e mesmo assim a gente só precisa de um sorriso para se lembrar do motivo que nos fez viver juntos.

A gente nunca acredita que encontramos alguém com o poder de nos fazer despir a alma e ser completamente livres para ser quem somos. Alguém que, se acaso algo sair errado em nosso dia, é para esta pessoa que podemos ligar e desabafar ou ouvir uma coisa engraçada sobre a situação tensa.

É difícil de acreditar que enfim achamos o motivo pelo qual nos encontramos felizes sem explicação. Eu estou realmente feliz por ter você. Quero  que continue a vida toda sendo esse alguém que não perde uma noite com pipoca e chocolate.

Quero por mais mil anos que seja esta pessoa que sabe que não estou bem mesmo quando tento fingir que sinto qualquer outra coisa, que só de ver o título do filme sabe se vou ou não gostar dele, que faz eventualmente algo muito errado e que até faz-me choramingar, mas que é a primeira a buscar uma maneira peculiar de enxugar meus lamentos, que tem o abraço mais sincero do mundo em dias de luto, que não consegue deixar de ser meu fã de carteirinha mesmo sem eu saber o motivo desta admiração, que fala besteiras somente para ver a minha cara de ironia.

Eu queria apenas agradecer por ter sido a melhor maneira de eu me encontrar na vida. Eu trombei com você por acaso, mas queria apenas te dizer que foi a melhor topada da minha vida e que nada mais me faz tão feliz no mundo quanto saber que com você estou feliz de verdade.

Obrigado pela melhor versão que poderia ser para me fazer feliz.

 

Coluna Casal do Blog

Leia mais...
Casare - Seu Site de Casamento mais Elegante!

Ainda hoje vale amar?

O Casal do Blog toda semana traz crônicas, histórias e reflexões sobre o amor, vida de casados, relacionamento e sempre nos fazem refletir sobre o que estamos vivendo ou pretendendo viver…

Banner-wordpress2-1024x535

Veja também: Amor: ação, reação e revolução, Rir a dois para vivermos mais e melhor

O amor resiste ao tempo? Ironicamente, a melhor época para relacionar-se é pior época dos relacionamentos. Falo isso porque relacionar-se já foi mais complicado do que é hoje. E, por vezes, em tempos mais remotos, tornava-se um grande problema para os enamorados.

Houve também um tempo em que namorar não era uma decisão entre duas pessoas. Os pais é que decidiam com quem os seus filhos iam relacionar. Os famosos casamentos arranjados não são mitos. Se vasculhar no seu histórico familiar, vai encontrar algo do tipo. O que importava não era as relações de afetividade, afinidade, ou interesses psico-emotivos, mas os “acordos” vigentes entre as famílias.

Nos tempos de nossos avós, por exemplo – isso é,  estamos falando apenas de 50 ou 60 anos atrás – mesmo nos namorados constituídos e oficializados, tinham que enfrentar bem mais desafios do que hoje. A começar que deveriam ter a maior descrição possível publicamente e passar pelo controle familiar rígido quase que em tempo integral. Tudo era completamente controlado e regrado.

Nos esquecemos que namorar livremente é recente. Com o tempo as coisas se afrouxaram, e hoje trocamos tanto de namorados que nossos parentes até cometem a gafe de chamar, sem perceber, o atual pelo nome da ex.

Como a história do amor, evoluiu dos relacionamentos com proibição familiar e negociatas para momento de envolvimento relacional como receita médica contra um mundo com a afetividade bastante doente? Bem, só sei que o amor, antes era um maltrapilho indigno que por sorte dava certo, e hoje passa por um processo de supervalorização exacerbada que acaba em si mesmo. Com interferências da sociedade de consumo, da tecnologia, da rapidez e da liquidez, as coisas degringolaram mais ainda. Passamos da insatisfação quanto a felicidade para aos “mimimis eternos” em redes sociais. De fato, a melhor época para amar é pior época do amor

Porque amar hoje ainda vale a pena? Talvez seja hora de fazermos um exercício de pensar no amor, pelo menos, como uma conquista histórica. Talvez deveríamos repensar e ver que o amor já teve dias piores, mas está aí, intacto e vivo como nunca.

Não é possível que por motivos banais, nós quebremos relacionamentos a todo tempo. Sempre queremos nos fazer de vítimas mal compreendidas. Deixa disso! Perceba que nem mesmo quem tinha direito de ser a vítima não quis ser. Essa gente continuou a vida. Construiu famílias que perduram até hoje. E tem paginas intermináveis de histórias.

Eu sei, a maneira de amar, as pessoas, a sociedade, o tempo, tudo mudou. No entanto, talvez devamos aprender com os mais velhos que amor nem sempre é ter o que se idealiza, mas é fazer tudo que deve ser feito com o que se tem para viver da melhor maneira possível por muito tempo.

Leia mais...
Facebook Twitter Instagram Pinterest RSS Facebook Twitter Instagram Pinterest RSS