roupas


Eliminando as traças

As traças são grandes inimigas das nossas roupas, não é mesmo? Odeio quando vou vestir aquele blusinha que amo e lá está a prova do crime. Dá um ódio, né? Estou enfrentando este problema, por isso fui pesquisar alguma solução. Eu ainda não experimentei, mas esta semana mesmo vou fazer e depois conto pra vocês. Se alguém já fez não deixe de comentar!

No site Truques e dicas, li que as traças apresentam hábitos diurnos e noturnos, sendo ativas à noite e escondendo-se durante o dia, evitando contato direto com a luz. Assim, ao acender-se a luz de um aposento, as traças procuram se esconder em frestas ou atrás de móveis e quadros. Mas como acabar com elas? Todos conhecem o capim limão, também conhecido por chá-de-estrada, capim-cheiroso, capim-cidreira. Atenção! Muita gente confunde o capim-limão com a erva-cidreira. De fato as duas espécies têm uma substância em comum, o citral, responsável pelo aroma. Mas são diferentes, até no visual. As folhas do capim limão são finas e compridas e as da erva cidreira, são gordinhas.Ele cresce em moitas que alcançam de 60 a 80 centímetros de altura. Suas folhas são finas, pontiagudas, ásperas e cortantes.O aroma da planta é cítrico, muito parecido com o do limão. Insetos, como a traça, odeiam esse cheiro. Por isso, além de deixar o ambiente perfumado, os sachês recheados de folhas picadas servem como repelente. Na hora de fazer o sachê corte as folhas frescas, ponha-as em saquinhos e espalhe-os em gavetas e armários. Quando ficarem secas e sem cheiro, será hora de trocar o recheio.

Dicas importantes

Traças adoram sujeira e umidade. Para mantê-las à distância podem ser tomadas algumas medidas:

– Elimine pontos de umidade e vazamentos (encanamento) e possíveis abrigos (cantos, frestas, etc);

– Evite acumular papéis, jornais, revistas, livros. Se ainda assim for necessário manter esses itens, mantenha em local sempre limpo, arejado e ensolarado;

– Tire o pó de móveis, quadros, cortinas e tapetes sempre que possível;

– Limpe armários e gavetas quinzenalmente com vinagre branco;

– Nunca guarde roupa suja ou umida;

– Lave a rouparia (roupa de cama, banho, copa) com freqüência, mesmo que as peças não sejam usadas regularmente;

– Use aspirador para limpeza no lugar de vassoura e/ou espanador;

– Guardar alimentos, massas e cereais em recipientes bem fechados.

– Produtos como naftalina funciona, mas fazem mal ao rim e figado.

Neste outro site aqui encontrei mais dicas de como combater as traças:

1) Coloque saquinhos com serragem de cedro dentro dos armários e recintos visitados pelas traças. Além de combater as traças, a serragem de cedro evita cheiros de mofo. Grãos de pimenta-do-reino também ajudam.

2) Cascas de limão secas e alguns cravos-da-índia espalhados pelas roupas do armário afugentam esses insetos. Muitos usam saquinhos de lavanda para esta finalidade;

3) Como parte da “operação varredura”, assim que detectar uma traça, apele imediatamente para a vassoura, o aspirador de pó ou então, retire-a com o auxílio de um pequeno pedaço de papel. Não permita que qualquer traça continue a decorar sua parede, dependurada em solene tranqüilidade triunfante diante do seu imobilismo. kkkkkkkkkkk

Bom… eu vou apelar pra tudo!! Vou fazer sachê com capim limão, casca de limão seca, cravo da índia, serragem de cedro (onde encontro?? aqui) e grãos de pimenta do reino. Mas como fazer o sache? O blog Prendada e  Caprichosa ensina:

Você pode fazer os saquinhos com tecido fino como algodão cru ou organza. Corte círculos de tecido usando um pires grande como molde. Coloque os grãos de pimenta (e/ou as outras coisinhas) e amarre com fita. Podemos improvisar e usar curativos de gaze, basta abrir dois ou três curativos, colocar a pimenta e amarrar com fita. E ainda uma dica super especial – que tal a partir dessa idéia, fazer vários outros tipos de sachê, com ervas, canela, cravo e anis. E se quiser oferecer a alguém de presente, basta colocar vários saquinhos em uma caixinha especial. ah… outra dica é comprar aqueles saquinhos prontos de organza e colocar as ervinhas dentro, né?

Atualizando!! Acabei de descobrir este corações de cedro – lindinhos – para colocar no meio das roupas!!! Vou comprar agora mesmo!!!!!!!! 😀 Clique aqui e compre também!!! Tks Villa Pano!

Fotos: Martha Stewart

Leia mais...

Closet dos sonhos

Estou pensando seriamente em fazer uma reforma na minha casa para ampliar o meu closet. Em busca de inspirações comecei uma pesquisa na web… ai, ai… tem cada closet de babar, não tem? Meu sonho é, além de guardar as roupas sem aperto, ter espaço para guardar bolsas, anéis, colares e tudo mais de forma bem organizada.

Ah… e se tiver alguma arquiteta inspirada a fim de me ajudar eu aceito.. kkkk #caradepau. E os três projetos mais legais serão publicados aqui no blog!! Interessada? Escreva para closet@casamenteiras.casare.me

Eu tô muito chateada com a reação de algumas leitoras. Por isso retiro o “convite” acima, porque fique claro, convite você aceita se quiser, ninguém é obrigado. Quem acompanha o blog já me conhece e sabe que eu não ficaria mendigando projeto nenhum. Minha intenção era proporcionar um espaço para quem estivesse disposta – interessada em mostrar o seu trabalho aqui no blog. A ideia era que as interessadas me mandassem seus projetos,  inclusive projetos prontos, tanto é que as medidas não foram divulgadas. Não desvalorizo profissão alguma, sei o quanto a faculdade de arquitetura é puxada. Peço desculpas pelo mal entendido.

No site Casa e Imóveis encontrei um artigo bem bacana de Marcel Steiner, designer de interiores (leia aqui) . Abaixo reproduzo as dicas mais bacanas. Confere!

Detalhes que fazem a diferença

Guarda-roupas precisam ter 60 cm de profundidade. Essa medida é a padrão, a menos que o cliente tenha necessidades muito específicas. Mas, até hoje, nunca tive esse tipo de demanda na minha vida profissional. Além da profundidade adequada, é importante dividir o armário em três partes: inferior, superior e maleiro.

Na parte inferior, o ideal é alocar calceiros, sapateiras e gavetas. Costumo projetar esse espaço com 80 cm de altura. É suficiente para calças dobradas e três ou quatro gavetas. Aliás, gavetas são muito úteis para camisetas, roupa íntima e acessórios. É assim que eu gosto na minha casa. Mas a organização de armários segue critérios muito pessoais e subjetivos. Cada um tem uma preferência.

A melhor sapateira é aquela no formato de gaveta (prateleira deslizante), com puxador bem baixinho. E a altura muda em função do tipo de calçado. Sapatos baixos e tênis não exigem alturas generosas. Já os de salto e botas precisam de prateleiras mais espaçadas para que não estraguem.

Na parte superior, o melhor é colocar um cabideiro em dois terços do espaço e reservar o restante para prateleiras, para onde devem ir malhas, bolsas, moletons, toalhas e roupas de cama, se necessário. Por fim, a altura do maleiro varia em função do pé-direito da casa. Aproveite esse espaço para organizar itens poucos usados, além de malas e sacolas de viagem. Caixas customizadas e etiquetadas ajudam bastante.

Fotos: reprodução

Leia mais...

{Dica para viagem} Ferrinho a vapor

Fiz este vídeo as pressas por causa das festas de final de ano… todo mundo viaja e a roupa sempre amassa, né? Então este dica é perfeita para esta época. Assista ao vídeo e entenda porquê. E não reparem na minha cara… kkkkk

Resultado do Vestido:

Ah… e quem não tiver o ferrinho pode usar a “técnica do chuveiro”: enquanto você toma banho deixe a roupa pendurada num cabide próximo ao box. Quanto mais quente a água mais vapor, consequentemente mais desamassará sua roupitcha.

Bom, interessadas em adquirir o ferrinho procurem na Amazon ou quem sabe Mercado Livre. O link que eu comprei é este aqui.

Por Karen Melzer

♥♥♥

Fotos: Italsteam

Leia mais...
FacebookTwitterInstagramPinterestRSSFacebookTwitterInstagramPinterestRSS