saúde


Os benefícios do Pilates

Eu comecei Pilates em janeiro deste ano e estou gostando muito. Nunca fui muito apaixonada por malhar, sempre estou tentando fazer alguma coisa, mas é sempre aquele esforço, sabe? E com o Pilates não tem sido assim, gosto de ir, gosto da aula. Acho que uma coisa que ajuda é o horário que você marca e o professor. Como eu detesto acordar cedo, marquei para de tarde e a minha prof é uma fofa – faço na Acqualità. Muito tem se falado do pilates, meio que virou até moda… mas saiba que não é uma atividade que você vai sair perdendo peso, os ganhos são mais a longo prazo.  Bom… mas e qual são os benefícios do pilates realmente?

O método Pilates foi desenvolvido pelo alemão Jopeph Pilates, no início da década de 1920, e tem como base o controle consciente de todos os movimentos musculares do corpo.

Com a correta utilização e aplicação dos mais importantes princípios das forças que atuam em cada um dos ossos do esqueleto, com o completo conhecimento dos mecanismos funcionais do corpo, e o total entendimento dos princípios de equilíbrio e gravidade aplicados a cada movimento, no estado ativo, em repouso e dormindo, o Pilates pode trazer inúmeros benefícios à saúde, tanto no condicionamento dos músculos, tonificando-os e tornando-os mais fortes, quanto na parte estética, definindo o corpo ideal, tão buscado nos dias de hoje.

Pilates configura uma forma agradável, fácil e que traz resultados rápidos para qualquer pessoa, independente do nível de condicionamento físico, desde que feita uma avaliação postural prévia.

O foco do método Pilates é a promoção da saúde como um todo com exercícios que trazem melhora da postura e, inclusive, alívio de dores na coluna pelo fortalecimento abdominal, com consideráveis ganhos na qualidade de vida do praticante.

Para ter músculos bonitos e definidos, é necessário que eles sejam fortes e flexíveis. Aí entra a prática de Pilates, que fortalece os músculos fracos, alonga os que estão encurtados e aumenta a mobilidade das articulações. Tudo isso é conseguido com movimentos fluentes, feitos sem pressa e com o controle necessário para evitar o estresse.

Texto via Portal de Pilates

Leia mais...

{Gravidez} Dor nas Mãos

A gravidez é um sonho!! A vida inteira sonhamos em engravidar, dar vida a um bebezinho, mas, infelizmente, para muitas mulheres a gravidez vem acompanhada de alguns sintomas desagradáveis, principalmente no último trimestre. Este post é para contar um pouquinho de um dos sintomas que estou sentindo: dor nas mãos. Então se você também está sentindo, ou se vier a sentir, não se apavore… apesar de muito chato, é normal!

A dor e dormência nas mãos é causada por uma síndrome chamada síndrome do túnel do carpo. De acordo com o site Baby Center,  os sintomas podem incluir dormência nas mãos, formigamento, queimação ou dor nos dedos, mãos, punho, braço e até no ombro. No meu caso a pior hora é a hora de dormir, quando a mão fica parada em posição horizontal. Tenho tido noites mal dormidas porque acordo tendo que sacudir e levantar as mãos para cima… bem chato…

Mas, ao contrário do que parece, trata-se de um problema nos nervos, e não de circulação. O “carpo” é a estrutura óssea do punho, entre o antebraço e a mão. O túnel do carpo é um canal que tem três lados formados por osso e um por um ligamento. Por dentro desse canal, passa um nervo importante, o nervo mediano. O que acontece é que o inchaço e a retenção de líquidos que são comuns na gravidez podem fazer com que aumente a pressão dentro desse espaço estreito e pouco flexível, no túnel, comprimindo o nervo mediano

E não é só comigo que os sintomas pioram à noite, na maioria dos casos é assim mesmo. Então para aliviar a dor, sempre que sentir as fisgadas, mude de posição na cama. Também é importante tentar não dormir em cima das mãos. Algumas estratégias que podem diminuir as sensações é sacudir as mãos ou ainda colocar as mãos para o alto. Eu tenho colocado meu braço apoiado num travesseiro.

Durante o dia tente exercitar os dedos e as mãos, flexionando sempre que lembrar, ou ainda manter os braços elevados quando assiste TV, por exemplo. Evite movimentos repetitivos como digitar e fazer trabalhos manuais, que podem agravar os sintomas.

Na alimentação é importante controlar a quantidade de sal, a fim de tentar diminuir a retenção de líquido. Beber bastante líquido também ajuda a evitar o inchaço e, consequentemente, a dor. Outra dica, é fazer compressas de gelo ou mergulhar a mão na água gelada. Procure manter os pulsos bem retos na hora da dor (uma tala de imobilização temporária pode ajudar, especialmente durante a noite).

Apesar desta dor ser muito chata ela não é preocupante, mas é sempre importante informar o seu médico sobre os sintomas que você está tendo. E mais importante ainda: não tome nenhum analgésico sem conversar com ele antes!

A boa notícia!

Estes sintomas tendem a desaparer um pouco depois que o bebê nasce, junto com o inchaço. O sumiço da dor, no entanto, não é imediato, pois leva alguns dias até o inchaço todo ir embora.

E não deixe de contar para gente se você já passou ou está passando por isto!! Participe da enquete abaixo:


 

*Quer ler mais sobre este assunto? Clique aqui.

Por Karen Melzer

♥♥♥

Foto: Ask amum

Informações via Baby Center

Leia mais...
FacebookTwitterInstagramPinterestRSSFacebookTwitterInstagramPinterestRSS