tecido


Casamento rendado

A renda sempre fez parte das cerimônias de casamento, seja em pequenos detalhes quanto no vestido de noiva. O tecido é sinônimo de romantismo e delicadeza, trazendo certa leveza ao casamento, principalmente porque normalmente aparece em detalhes brancos, marfins ou champagne. A renda ganha ainda mais luxo quando combinada a detalhes em pérola!

Para deixar o seu casamento ainda mais lindo com um empurrãozinho da beleza da renda, opte por fazer convites com alguns detalhes com o tecido, como enfeitar o envelope. Na cerimônia, um vestido com desenhos elegantes, um buquê decorado ou até a almofada das alianças ficam um charme quando recebem o tecido.

Para as mais discretas, pode colocar um enfeite de mesa, cupcakes rendados ou investir em um bolo bem bonito!

A História

O tecido transparente de malha aberta, fina e delicada, formando desenhos geométricos, principalmente florais, ganhou o gosto popular ao longo dos séculos. Ele era usado primeiramente por faraós, que usavam um pano de linho decorado com fios coloridos. A partir daí a tradição conquistou gregos, italianos e franceses por meio do comércio com a China.

Em 1547 a rainha Catarina de Médici introduziu a renda em seu vestuário pela primeira vez, o que mobilizou milhões de francesas em busca do mesmo estilo. Hoje, a renda não sai das passarelas de moda da França e é sinônimo de alta costura, principalmente quando são usados fios delicados e a confecção é feita manualmente.

Aqui no Brasil, as “mulheres renderas” são famosas no Nordeste, onde peças como toalhas de mesa, vestidos, batas e passadeiras são feitas no tear, ganhando um detalhe a mais nos detalhes brasileiros.

 

Separamos algumas inspirações para vocês arrasarem!

renda8 renda10

renda__

renda_1 renda++1 renda++++2 renda+2 2zjc1w6 bolo-de-casamento-rendado-3 cupcakerenda renda renda5

Leia mais...

Pajens e daminhas: conforto, sofisticação e muita fofura!

Tem algo mais fofo do que, durante aquela apreensão minutos antes do casal se encontrar no altar, ver os pajens e daminhas, andando timidamente pelo corredor levando o par de alianças ou distribuindo pétalas no caminho? É um momento em que os convidados deixam escapar suspiros e, às vezes, dão muita risada com a trapalhada dos pequenos.

Porém, ter crianças em um casamento nem sempre é uma tarefa simples. Não basta somente colocar a roupa nas crianças e rezar para que dê tudo certo, é preciso incentivá-las e apoiá-las para que não se estressem e não fiquem assustados durante a celebração, afinal manter a criançada quietinha durante uma hora ou mais é difícil.

Confira o nosso passo a passo de como lidar quando as crianças são convidadas para participar da celebração.

1 – Veja se os noivos fizeram exigências no vestuário

Nem sempre a roupa do pajem deve ser igual a roupa do noivo por isso fique atento o casal denominou algum tipo de vestimenta para os meninos. O ideal é colocar um terno elegante ou, em dias de calor, optar por uma camisa branca fina, gravata borboleta e até suspensórios.

No caso das meninas, o vestido branco ou de cores pastéis fica lindo! Opte por sapatilhas decoradas com laços, pérolas ou strass.

shorts-and-apple-for-ring-bearer

2- Cuidado na escolha do tecido

Não esqueça que a pele das crianças tende a ter muito mais irritação ou alergia do que a pele do adulto, por isso preocupe-se em conferir se o tecido escolhido está raspando ou coçando. Opte por peças de algodão para os meninos e prefira vestido de seda para as meninas.

Para garantir que os pequenos ficarão confortáveis durante e depois da cerimônia, coloque um forro em tudo que forem usar.

pajem1
3- Mudanças de humor

Se a gente fica estressado e mal-humorado quando existe alguma coisa incomodando, imagine eles? Não adianta colocar aquele vestido lindo, cheio de tule, que pinica as pernas das meninas ou colocar uma gravata borboleta apertada nos meninos e esperar que eles se comportem por “só meia horinha”. As crianças não se sentem obrigadas a aturar esse tipo de incômodo e provavelmente irão atirar esses itens longe quando você não estiver olhando ou pior: durante o casamento.

Daminha03

4- Pessoas de confiança

No casamento em que as crianças fazem parte da família fica mais fácil administrar a situação, afinal se as crianças se perderem sempre terá um tio ou um primo por perto para poder socorre-la e colocá-la no caminho novamente, mas a situação fica bem diferente quando a celebração é de amigos ou parentes distantes.

Nesse caso, peça para os noivos para ficarem próximos ao altar para garantir que os pequenos percorram o caminho inteiro ou peça para que um primo ou irmão mais velho (mas ainda sim criança) acompanhe o pajem até o altar.

331923470_big

5- Fique atento aos horários

Crianças normalmente têm horários para comer e dormir, por isso fique atento. Para um casamento a noite, certifique-se de que seu filho tirou uma soneca e não esteja sonolento e coçando os olhinhos para entrar. Também pergunte para os noivos se haverá alguma mesa de frutas ou pequenos petiscos disposta para poder oferecer às crianças à vontade.

vestido-de-daminha-6

 

Leia mais...
FacebookTwitterInstagramPinterestRSSFacebookTwitterInstagramPinterestRSS