Trem


Dijon e seus encantos medievais

Dijon tem muito mais a oferecer do que apenas a sua mostarda. A especiaria é famosa, e deliciosa, mas a pequena cidade medieval ainda tem outras atrações e muitas delas você pode fazer em apenas um dia! Dijon fica na Côte-d´Or, região da Borgonha, a 315 km de Paris ou apenas 1h30 de trem! Dá para ir e voltar de Paris no mesmo dia, pegando o TGV na Gare Lyon.

dijon-restaurant Dijon e seus encantos medievais

A estação de trem de Dijon fica no centro da cidade, você pode ir caminhando até os principais restaurantes, hoteis e centros de compras (como a Galeries Lafayette, a H&M, e outras).

Aliás, andar a pé é a melhor coisa que você tem a fazer. A cidade é encantadora, cheia de ruas estreitas, típicas da idade média, placas e prédios antigos, telhados maravilhosos…é para caminhar sem rumo e absorver o ar de Dijon.

dijon-telhados Dijon e seus encantos medievais

{Os telhados coloridos são típicos da Borgonha}

dijon-rue-3 Dijon e seus encantos medievais

dijon-rue-2 Dijon e seus encantos medievais

Nessa caminhada, vez que outra você cruza com uma corujinha no chão. Ela é um amuleto da sorte, usada como símbolo do turismo local e um guia das atrações. Você segue o percurso da coruja, conhecendo o melhor de Dijon, e ao fim encontra a imagem que inspirou tudo isso, na Igreja Notre Dame. A tradição diz que tocar na coruja traz sorte, então não deixe de tentar!

dijon-corujinha Dijon e seus encantos medievais

{Uma das estações do caminho da coruja}

dijon-notre-dame Dijon e seus encantos medievais

{A Igreja de Notre-Dame de Dijon}

A cidade é um dos principais centros culturais da França, depois de Paris, em função de seus muitos museus e coleções de arte trazidas pelos Duques da Borgonha. A residência dos duques, o Palais des Ducs, é hoje o Musée des beaux-arts de Dijon, um dos maiores da região. A visita é gratuita e, é claro, imperdível!

dijon-palais-ducs Dijon e seus encantos medievais

{Palais des Ducs}

dijon-place-liberation Dijon e seus encantos medievais

 {Place de la Libération, em frente ao palácio}

E as mostardas? Você encontra por tudo! A loja mais tradicional é a Boutique Maille, na Rue de la Liberté, mas outras pequenas lojinhas vendem os potes em seus diversos sabores, por um preço médio de 1 euro cada. Não deixe de levar muitas de presente, todo mundo adora receber essa lembrancinha especial!

dijon-arquitetura Dijon e seus encantos medievais

Mas não deixe de comer lá mesmo a mostarda! Sente-se em um dos muitos bistrôs, mas fique atenta ao horário. Nas cidades francesas de médio e pequeno porte, os restaurantes geralmente funcionam das 12h às 14h, com algumas exceções na alta temporada (julho e agosto). Espie o menu do dia dos bistrôs e escolha o que mais lhe agrada. Mas não escolha muito, deixe-se surpreender pelos sabores locais, pelos crepes incríveis, temperados com as melhores mostardas do mundo, e acompanhados de uma boa taça de um vinho da borgonha.

dijon-bistro Dijon e seus encantos medievais

dijon-crepe Dijon e seus encantos medievais

Outro ótimo passeio em Dijon é a rota dos vinhedos. Mas esse é tema para outro post e leva muito mais de um dia!

Fotos: Casamenteiras

Leia mais...

Aproveite a Itália de trem

Está planejando conhecer a Itália? Saiba que o trem é o meio de transporte mais indicado para cruzar o país. Eles são pontuais (saem e chegam sempre na hora em todas as estações) e em alguns casos até mais rápidos do que os aviões, pois evita-se perda de tempo com checkin e deslocamento. As estações de trem ficam no centro das cidades, geralmente perto do metrô ou outras formas de transporte. Não precisa depender do transfer do hotel, nem gastar fortunas em táxi!

italiatrem_01 Aproveite a Itália de trem

Existem dois tipos de trens, os regionais (da Trenitalia) que andam em velocidade média, e ligam as grandes capitais às cidades menores. Estes não são muito confortáveis como os noturnos ou os de alta velocidade, então é melhor pegar quando o trajeto é mais curto. Leve comida e bebida, nem todos têm vagão-restaurante. Ah, e nestes você não reserva assento, então é bom chegar cedo na estação.

Na alta temporada (principalmente agosto), os trens regionais estão sempre lotados de italianos em férias. Eles aproveitam muito o turismo local, o que é uma das coisas mais interessantes de pegar esses trens. Você vê os locais, as famílias, as crianças fazendo bagunça e aquela coisa toda que é divertidíssimo de ver e ouvir quando estamos em outro país. Se você for descendo a Itália de trem vai perceber: a medida que o trem vai rumo ao Sul, o volume da conversa vai aumentando. Chega em Nápoles e a viagem vira uma festa.

taormina_italiatrem Aproveite a Itália de trem

{Taormina, na Sicília, e o azul inacreditável do mar mediterrâneo.}

Os trens de alta velocidade, Le Frecce, são mais modernos e confortáveis, e fazem viagens entre as grandes cidades (Roma, Milão, Florença, etc). Todos os trens têm ar-condicionado, bagageiros espaçosos (um problema nos trens regionais), tomadas e bebidas à venda, mas nem todos têm vagão-restaurante.

duomomilano_italiatrem Aproveite a Itália de trem

{O Duomo de Milão, no Norte da Itália}

DSC04616 Aproveite a Itália de trem

{Florença}

Se o seu trajeto é longo, digamos que com mais de 8 horas, uma boa ideia é viajar à noite em vagões com cama. Você vai dormindo a viagem inteira e ainda dá para economizar um pernoite em hotel. Têm diferentes companhias de trens noturnos, e os trajetos são esses:

EuroNight Allegro: Bolonha – Florença – Milão – Roma – Veneza – Viena (Áustria)
EuroNight Toscana Mare: Livorno – Klagenfurt – Veneza – Florença – Viena (Áustria).
City Night Line: Roma – Florença – Veneza – Innsbruck (Áustria) – Munique (Alemanha)
InterCity Notte: Milão – Gênova – Pisa – Livorno – Salerno – Catânia (Sicília). Esse aqui passa de barco pelo Estreito de Messina, é bem interesante!

Quer dar uma olhada na tabela horária para ver se vale a pena? Então clica aqui.

fontanaditrevi_italiatrem Aproveite a Itália de trem

{Fontana di Trevi, em Roma}

roma_iteliatrem Aproveite a Itália de trem

{Roma vista da janela do Museu do Vaticano}

Você pode comprar o passe aqui do Brasil pelo site da Trenitalia ou pela Eurail. Só cuide com o tipo que você vai comprar. Eles possuem várias modalidades (Passe familiar, passe para cidadãos europeus, passe regional, passe entre países, e etc). Enfrentei problemas em função disso e quase tive que pagar 40 euros de multa (em cima de um passe que custou cerca de 20 euros e já estava pago desde o Brasil!). Fique atento.

Se você for chegar na Itália pela via ferroviária é super tranquilo. Dentro do trem mesmo os fiscais da fronteira lhe pedem passaporte e o bilhete do trem, e não perguntam mais nada. Olham seus documentos e só dizem “ benvenuto”!

Escolheu seu trajeto? Vá de trem e faça uma boa (e linda!) viagem.

Fotos: Casamenteiras e Le Frecce

Leia mais...
FacebookTwitterInstagramPinterestRSSFacebookTwitterInstagramPinterestRSS