visitas


Visitar ou não visitar um recém-nascido?

Oi gente, tudo certo?

Eu sempre me senti constrangida de visitar recém-nascidos, sempre! Mesmo antes de ser mãe, eu me sentia invadindo a privacidade da mãe, do pai, do bebê, da família em geral. Nunca gostei mesmo.

Uma vez fui na maternidade visitar um bebê que eu tinha zero intimidade, eram mais amigos do meu marido, e ele saiu com o pai do bebê para tomar um café e eu fiquei lá com a esposa. Já não tinha muito assunto, e de repente chega o bebê para mamar. Aquela situação, a enfermeira ensinando, a moça com o seio de fora, tentando amamentar e eu lá. Até levantei para sair, mas a moça pediu que eu ficasse. Aff gente, muito constrangedor. Me senti invadindo um momento super íntimo.

Bebê recém nascido

Eu já sabia que eu não ia querer visitas, isso sempre foi muito claro para mim, só que eu tive gêmeos, e isso gera uma curiosidade absurda nas pessoas. Todos querem ver e conhecer os gêmeos.

Combinei com o meu marido que queria todo mundo na maternidade para assistir o parto. E eu queria mesmo, na maternidade que eles nasceram tem uma “janelona” para a família assistir o parto e olha, devia ter umas trinta pessoas lá. Foi demais! Eu adorei olhar pela janela e ver meus amigos mandando boas energias e todos emocionados com o nascimento deles.

Eu já imaginava que iria receber muitas visitas na maternidade, graças aos céus eu tenho muitos amigos! E eu sabia que essa gente toda ia querer ver a gente e participar desse momento tão especial. Então eu avisei todo mundo que eu ia receber na maternidade pois em casa ia demorar um pouco para receber visitas.

Na maternidade você ainda tem o suporte das enfermeiras, e uma porção de ferramentas para ajudar no controle de visitas, como a portaria. Pedimos na portaria para não liberar a entrada de ninguém sem antes falar com a gente, e o meu marido tinha a importantíssima função de filtrar as visitas, segurar o pessoal enquanto eu amamentava ou estava dormindo.

Os primeiros dias com o bebê são uma loucura, estamos todos aprendendo tudo! Amamentação, trocas de fralda, humores, hormônios, insegurança, sono e muito cansaço fazem parte desses dias. Fora o medo, querendo ou não nosso bebezinho indefeso acabou de sair de um ambiente totalmente controlado, para ter contato com o mundo. Uma pessoa chegando da rua se torna uma baita ameaça.

Eu não me senti mal em momento algum por controlar as visitas, eu estava fazendo tudo me baseando pelo que eu sentia. Tenho amigas que não tiveram coragem de recusar visitas em casa ou na maternidade, e esses primeiros dias de vida nova se tornaram bem mais difíceis do que precisavam ser.

A mãe e o pai estão no controle e tem todo o direito de não querer visitas. É o momento de vocês, e é um momento muito especial. Não se sinta constrangida por isso, faça o que o seu coração mandar, seus amigos vão entender.

Em casa eu não queria receber ninguém mesmo. Eu andava de pijama o dia inteiro, descabelada, dormindo em pé literalmente, amamentando, com dor ainda do corte e aprendendo tudo sobre eles, receber gente em casa nessas condições para mim era simplesmente impossível! Tive amigos que ligaram para visitar e eu educadamente recusei, disse que ainda estava tudo muito confuso e realmente estava.

Lembro quando eles estavam com um mês e meio, teve um casal de amigos que quis muito ir lá em casa, insistiram e acabamos cedendo. Pedimos uma pizza, e estava indo tudo bem, até que a Nina e João começaram com uma crise de cólica. Minha reação foi pegar os dois, levar para o quarto, fechar a porta e desejar profundamente que as visitas sumissem dali! Ficou até chato, porque eu não sai do quarto nem para me despedir, quando eles foram embora, meu marido entrou no quarto e eu estava quase chorando, decidimos que não iríamos mais receber ninguém, ainda não estávamos prontos.

Alguns queridos muito próximos eu não tinha problema nenhum em receber, aqueles que não tem problema você ficar de pijama sabe?  E só.

Mãe e bebê recém nascido

Para a minha família funcionou muito bem o esquema de não receber visitas. Claro que cada casal vai sentir a situação de um jeito, mas até os casais mais festeiros podem sentir essa necessidade de privacidade nos primeiros dias e até meses. Respeite sempre! Pergunte antes de visitar, deixe o casal totalmente a vontade para recusar sua visita. E honestamente, só vá se for alguém muito próximo.

Agora, se você for visitar alguém, segue algumas regras de ouro:

– Assim que você chegar, lave bem suas mãos e braços até o cotovelo. Peça por álcool gel. Dessa forma você deixa a mamãe segura. Se for pegar o bebê no colo, peça um pano ou fralda de pano grande para cobrir toda a sua roupa onde o bebê irá encostar.

– Nem pense em beber ou fumar antes da sua visita! Imagina alguém com bafo de bebida ou cigarro perto do seu bebezinho recém nascido? Evite também cremes e perfumes fortes.

– Não leve chocolates de presente para a mamãe, o chocolate é um dos alimentos que podem causar cólicas no bebê. Mamães que amamentam não podem comer chocolate.

– Flores são lindas! Mas um quarto lotado de flores já se torna um certo transtorno. Pense em outra coisa! Fraldas! Fraldas são sempre úteis!

– Esse tipo de visita deve durar no máximo 30 minutos. No máximo.

– Se estiver com qualquer indício de doença, não vá!

– Sinta o ambiente, se os pais estiverem com cara de muito cansados, se o bebê começar a chorar, estiver na hora de amamentar, talvez seja a sua deixa para a família ficar tranqüila na sua intimidade.

Com o tempo a insegurança vai embora e a maioria das mães quer muitas visitas! Essa hora vai chegar e você poderá curtir o bebezinho sem ter medo de atrapalhar nada.

Um beijo!

Kaká

Leia mais...

Cafezinho de Molico

Quem nos acompanha no Instagram (@casamenteiras) já viu esta foto! Uma batidinho de Molico que é uma delícia!!!Eu não gosto de café, mas desse jeito amo!!! Perfeito para servir para uma visita inesperada, pois surpreende a todos que experimentam. Confere a receita facinha facinha!

Cálculo para 200ml:

– 2 colheres sopa de Molico

– 200ml água quente (ferva)

– 1 colher de cafezinho de Nescafé (isso varia conforme cada gosto, se quiser mais forte coloque mais)

Misture o pó Molico na água fervida, mexa até dissolver completamente. Adicione o Nescafé, mexa. Bata no liquidificador e sirva na hora. O adoçante é opcional.

Foto: Instagram @casamenteiras

Leia mais...
FacebookTwitterInstagramPinterestRSSFacebookTwitterInstagramPinterestRSS